Bolsa Fundo soberano da Noruega reforça posição no BCP

Fundo soberano da Noruega reforça posição no BCP

Em nota enviada à CMVM, o BCP informa que o Norges Bank reforçou a posição detida no banco liderado por Nuno Amado. O fundo soberano da Noruega detém agora 2,745% do capital do BCP.
Fundo soberano da Noruega reforça posição no BCP
Bruno Simão/Negócios
David Santiago 28 de junho de 2017 às 18:20

O BCP informou esta quarta-feira, 28 de Junho, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) de que o Norges Bank reforçou a posição detida no capital social do banco liderado por Nuno Amado.

 

Na nota enviada ao regulador, o BCP refere que após uma transacção realizada no passado dia 26 de Junho, o fundo soberano da Noruega passou a deter 2,745% do maior banco privado português. Antes desta operação, o Norges Bank era detentor de 2,614% do BCP.

 

No entanto, a participação directamente detida pelo fundo soberano norueguês foi reduzida, de 2,002% para 1,866%, uma fatia abaixo do patamar que estabelece uma participação qualificada.

 

Em sentido inverso, a participação no BCP de instrumentos financeiros controlados pelo Norges Bank subiu dos 0,613% que se verificavam antes da última transacção para 0,880%.


Ao longo dos últimos meses o Norges Bank vem realizando com regularidade transacções de títulos accionistas do BCP, ora reforçando a posição detida no banco português, ora reduzindo-a.

 

Sendo certo que os mais de 2,5% do capital social controlado pelo fundo norueguês garantem a esta instituição o estatuto de um dos maiores accionistas do BCP, abaixo da Fosun, da Sonangol e do grupo EDP.




Saber mais e Alertas
pub