Bolsa Galp e BCP levam bolsa de Lisboa para quarta sessão de quedas

Galp e BCP levam bolsa de Lisboa para quarta sessão de quedas

A praça portuguesa acompanha a tendência do resto da Europa e prepara-se para fechar a terceira semana consecutiva em terreno negativo.
A carregar o vídeo ...
Paulo Zacarias Gomes 23 de junho de 2017 às 08:08
A bolsa portuguesa acumula esta sexta-feira, 23 de Junho, o quarto dia consecutivo de quedas, penalizada pela prestação negativa da Galp, do BCP, a que se juntam a Jerónimo Martins e o universo EDP.

As perdas de Lisboa estão alinhadas com a abertura em queda nas demais praças europeias. No PSI-20, que cai 0,12% para 5.238,55, 11 títulos estão em queda, cinco em alta e três negoceiam inalterados.

A petrolífera portuguesa cai 0,5% para 13,04 euros, alheia ao movimento de recuperação dos preços do petróleo nas praças internacionais, que em Londres levam o valor por barril acima dos 45 dólares.

Ainda assim o ouro negro, que recentemente entrou em "bear market", encaminha-se para o seu pior semestre em 20 anos.

Já o BCP, que ontem foi penalizado pela queda em bolsa do seu principal accionista - os chineses da Fosun, perante investigações dos reguladores ao crédito concedido às empresas em forte expansão internacional - recuava 0,21% na abertura, para 0,236 euros.

A Jerónimo Martins recua 0,2% para 17,54 euros, enquanto a Nos cede na mesma dimensão, para 5,464 euros.

Entre os ganhos de relevo pontuam Semapa e Pharol (com ganhos em torno de 0,3%) e a REN, a avançar 0,25% para 2,848 euros.

A abertura no vermelho no resto da Europa sucede a um fecho em alta na generalidade das praças asiáticas, com a Fosun a recuperar parte das perdas de ontem e a fechar a ganhar mais de 1%. 

Já os índices norte-americanos fecharam na linha de água no dia em que foram conhecidos os resultados dos testes de stress de 34 bancos, tendo todos passado com sucesso a prova de resistência a choques económicos.

(Notícia actualizada às 8:25 com mais informação)