Bolsa Galp e Jerónimo empurram Lisboa para terreno negativo

Galp e Jerónimo empurram Lisboa para terreno negativo

As praças europeias perderam o gás que tinham no início da sessão e estão a negociar sem grande animação. O PSI-20 cedeu para o lado das quedas, com a Galp, Jerónimo Martins e a Nos a penalizarem.
Galp e Jerónimo empurram Lisboa para terreno negativo
Bruno Simão/Negócios
Diogo Cavaleiro 15 de agosto de 2017 às 10:17

A bolsa nacional está a ceder, depois de um arranque de sessão positivo. As bolsas europeias seguem com uma tendência mista, sem grandes variações.

 

O PSI-29 perde 0,19% para 5.258,75 pontos, numa altura em que praças como Frankfurt e Paris ganham perto de 0,3%. O índice Stoxx Europe 600 soma 0,07% e mostra a ausência de uma tendência na Europa.

 

A tensão geopolítica, centrada nos Estados Unidos da América e da Coreia do Norte, abrandou e isso tinha dado espaço para valorizações bolsistas esta terça-feira. Contudo, os ganhos não são sustentados, mesmo depois de divulgado um crescimento de 0,6% da economia alemã no segundo trimestre, ainda que ligeiramente inferior ao esperado.

 

Em Lisboa, a Galp Energia, que abrira o dia em alta, passou para terreno negativo e pesa no desempenho da praça nacional. A petrolífera recua 0,64% para 13,905 euros.

 

Ainda na energia, a EDP ganha 0,16% para 3,16 euros, depois de divulgado que a americana State Street tem uma posição de 2% na eléctrica. A EDP Renováveis, pelo contrário, perde 0,29% para 6,84 euros.

 

Em queda segue o sector do retalho. A Jerónimo Martins perde 0,62% para 16,80 euros, ao passo que a Sonae negoceia nos 0,972 euros, caindo 0,31%. 

 

A Mota-Engil, a perder 1% para 2,386 euros, também está a contribuir para o desempenho negativo da praça nacional, tal como a Nos, cuja queda de 0,75% empurra as acções para a cotação de 5,528 euros. 

 

Em alta, os destaques são o BCP, que ganha 0,37% para 24,13 cêntimos, e os CTT, que ganham 0,26% para 5,46 euros por acção. No caso da empresa de correio postal, ontem a Gestmin, de Manuel Champalimaud, anunciou o reforço para 10,46% no capital da empresa.




A sua opinião37
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
BCP ultimos 5 MINUTOS = ORQUESTRAÇÃO 15.08.2017

O MILENIUM BCP esteve 7 h 55 minutos a subir quase 3 % mas nos úlimos 5 minutos o SR MASSA BRUTA e a sua EQUIPA DOS SHORTS fizeram das suas ó MASSA baixa as calçinhas como já fez o teu amigo PINPONGYÁ para levares com o MEGATONE

BPC de facto entala toda a gente... 15.08.2017

Um péssimo titulo sem duvida... a evitar a todo o custo. Quem as tiver, que se desfaça delas, porque isto não agoira nada de bom... nada mesmo...

Pharol a BOMBAR! 15.08.2017

Esta Pharol só me dá alegrias! Praticamente todo o psi20 no vermelho e a Pharol a somar +2%, depois dos 6% de ontem! Quando o plano de recuperação da OI se der, que já está para breve, este titulo dispara para os 0,50€! Um excelente titulo, sem duvida! Bons negócios a todos!

BCP já está no vermelho 15.08.2017

Tal como se esperava... afinal o kompensan faz falta é aos BCP Patos... este BCP é mais certo que um relógio Suíço, sobe um dia e depois cai quatro ou cinco e as correcções ainda nem começaram! Quem quiser perder o seu dinheiro, basta comprar títulos BCP! Nov/Dez 2017 BCP a 0,18€. Eu tenho avisado!

ver mais comentários