Bolsa Goldman Sachs continua no "entra e sai" nos CTT e volta a ter participação qualificada

Goldman Sachs continua no "entra e sai" nos CTT e volta a ter participação qualificada

Em nota enviada à CMVM, os correios nacionais informam que o banco americano Goldman Sachs voltou a deter uma participação qualificada na cotada liderada por Francisco Lacerda.
Goldman Sachs continua no "entra e sai" nos CTT e volta a ter participação qualificada
David Santiago 02 de fevereiro de 2018 às 18:20

O Goldman Sachs é novamente detentor de uma participação qualificada no capital social dos CTT. Em comunicado enviado esta sexta-feira, 2 de Fevereiro, à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), os correios nacionais referem que o banco norte-americano.

 

A operação que permitiu ao Goldman Sachs voltar a deter uma posição qualificada nos CTT foi realizada em 29 de Janeiro, com o banco americano a passar de 1,52% do capital dos correios nacionais para 2,04%.

 

Dias antes desta aquisição de acções, o Goldman Sachs emitiu uma avaliação aos CTT em que reduziu o preço-alvo atribuído aos títulos accionistas da cotada de 4,30 euros para 4,10 euros, mantendo a recomendação em "neutral".

 

Nessa nota de "research", o Goldman Sachs justificava o corte na avaliação evidenciando que o essencial dos benefícios resultantes do plano de reestruturação dos CTT será anulado pela decisão do regulador (Anacom) de impor metas de serviço mais exigentes.

 

O banco americano tem mantido um movimento de reforço e redução da posição detida nos CTT. Ainda no início de Janeiro, um dia depois de ter superado o patamar que confere uma participação qualificada (2%), o Goldman Sachs alienou acções baixando desse limiar.

 

Os CTT encerraram a sessão desta sexta-feira a somar 0,87% para 3,46 euros.

 

 

 




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Ciifrão 03.02.2018

Estavam a ver se a ação baixava mais, como viram a coisa estável entraram outra vez. Espero que os políticos deixem de fazer o jogo destes especuladores, falando mal da empresa quando interessa que a cotação baixe.

comentários mais recentes
luis 19.02.2018

Está visto que o objectivo é descredibilizar os CTT, e estão a conseguir.
No entanto não se esqueçam que a amazon está ai a chegar... e está de olho nos CTT

luis 19.02.2018

A bomba está ai a chegar... Amazon... guardem ou aumentem.

Anónimo 03.02.2018

Estou a ver que a Goldman é que vai provocar o short squeeze, os tubarões comem-se uns aos outros e o peixe miudo come uns pedacitos para variar, vai ser giro! Os shorts que comprem enquanto enquanto ainda podem!

Governo trapalhão da esquerdalha 03.02.2018

os comunistas e os pseudo intelectuais do Bloco alimentam os interesses dos especuladores. Estão a degradar mais uma empresa portuguesa. Como a Autoeuropa...o futuro proximo é o desemprego

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub