Research Haitong estima que EDPR tenha passado de prejuízos a lucros no segundo trimestre

Haitong estima que EDPR tenha passado de prejuízos a lucros no segundo trimestre

Os analistas do Haitong antecipam que o crescimento da actividade nos Estados Unidos tenha levado a empresa liderada por Manso Neto a registar lucros de 49 milhões de euros no segundo trimestre.
Haitong estima que EDPR tenha passado de prejuízos a lucros no segundo trimestre
Miguel Baltazar/Negócios
Rita Faria 19 de julho de 2017 às 07:49

Os analistas do Haitong antecipam que a EDP Renováveis tenha fechado o segundo trimestre deste ano com lucros de 49 milhões de euros, o que compara com os prejuízos de 16 milhões de euros registados no mesmo período do ano passado.

 

A contribuir para a melhoria dos resultados terá estado, sobretudo a evolução da actividade nos Estados Unidos. Na nota de análise revelada esta quarta-feira, 19 de Julho, o Haitong antecipa que a empresa liderada por Manso Neto irá reportar um crescimento do EBITDA de 26% para 339 milhões de euros, impulsionado pelo aumento da capacidade instalada e pela melhoria no factor de utilização dos activos ("load factors") nos Estados Unidos.

 

O EBITDA relativo à América do Norte deverá ter crescido 41% para 167 milhões de euros, enquanto em Portugal terá caído 13%, e ficado praticamente inalterado em Espanha. Já o EBITDA relativo à América Latina terá aumentado "significativamente", sobretudo devido à inclusão da produção do México.

 

Os analistas desta unidade de investimento esperam que as depreciações e amortizações tenham caído 9%, enquanto os custos financeiros terão melhorado 3%.

 

O Haitong tem uma recomendação "neutral" para as acções e um preço-alvo de 6,80 euros, e acredita que "a probabilidade de uma revisão do preço – dos 6,75 euros actualmente oferecidos - pela EDP é pequena neste ponto".

 

As acções da EDP Renováveis fecharam a sessão de ontem a perder 0,42% para 6,864 euros.

 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub