Research Haitong: Semapa terá lucrado 116 milhões até Setembro

Haitong: Semapa terá lucrado 116 milhões até Setembro

O Haitong prevê que a Semapa tenha fechado os primeiros nove meses do ano com um resultado líquido de 116 milhões de euros, um valor idêntico ao registado um ano antes.
Haitong: Semapa terá lucrado 116 milhões até Setembro
Sofia A. Henriques
Sara Antunes 30 de outubro de 2017 às 11:10

As receitas terão aumentado 5% para 1,6 mil milhões de euros, com a unidade do papel a ser dominante (1,2 mil milhões). Já o EBITDA recorrente terá crescido 1% para 377 milhões de euros, com as unidades de cimento e ambiente a registarem aumentos, mas a divisão de papel deverá contrariar esta tendência.

 

O Haitong antecipa "um pequeno impacto negativo" nos resultados da Semapa da "queda do EBITDA da Navigator", estima o analista Nuno Estácio. A ex-Portucel já apresentou os seus resultados, no dia 26 de Outubro, tendo reportado uma queda ligeira do EBITDA e um aumento de 8,6% dos seus lucros.

A contrariar esta queda estará "a actividade do cimento" que deverá registar um "ligeiro aumento", a beneficiar do aumento do consumo em Portugal.

 

"Na divisão de cimento, Portugal deve manter o momento positivo" já observado no primeiro semestre, "com receitas e EBITDA a crescer". Contudo, realça o analista do Haitong, "não temos a certeza que a empresa seja capaz de beneficiar totalmente da melhoria da economia portuguesa, já que a actividade exportadora poderá ser pressionada pelo abrandamento no norte de África e de uma forte concorrência de outros países do mediterrâneo."

 

No que respeita a outros mercados, "assumimos que a Tunísia tenha tido outro trimestre difícil, e que o Líbano tenha continuado a ter um desempenho bastante positivo. No Brasil, apesar do real estar a ajudar, os preços e volumes continuam sob pressão e por isso as margens deverão continuar apertadas até os volumes começarem a recuperar, o que poderá ajudar os preços", explica o mesmo analista.

"A nossa principal dúvida é sobre se a melhoria na actividade em Portugal será suficiente para anular a queda das exportações e levar a uma melhoria significativa no EBITDA (estimamos apenas uma pequena recuperação)."

 

"Pensamos que a Semapa é um activo valioso e mesmo que o negócio do cimento demore tempo a recuperar, pensamos que o desconto [a que negoceia] a holding é demasiado grande para ser ignorado. Nesta altura, a avaliação da Semapa implica uma avaliação negativa para o negócio do cimento em mais de 250 milhões de euros", alerta o banco de investimento.

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Anónimo 30.10.2017

MORALMENTE DEVERIAM CONTRIBUIR COM ALGUM DESTE DINHEIRO PARA AS VÍTIMAS DOS INCÊNDIOS!

comentários mais recentes
estouapau 30.10.2017

ABAIXO O PINHEIRO E VIVA O EUCALIPTO!
E VIVA A RAINHA DO EUCALIPTO, ASSUNÇÃO CRISTAS!

Anónimo 30.10.2017

MORALMENTE DEVERIAM CONTRIBUIR COM ALGUM DESTE DINHEIRO PARA AS VÍTIMAS DOS INCÊNDIOS!

Resultados deturpados 30.10.2017

Os investidores nao dormem. Esta açao da um sinal pouco favoravel aos investidores. Nota-se pela baixa liquidez.

AÇOES,com preço elevado 30.10.2017

A COTAÇAO , DEVE FAZER UMA CORREÇAO.ASSIM COMO A EX,-PORTUCEL. AÇOES DEMASIADO CARAS.

pub