Research Haitong sobe preço-alvo da Altri em 29%

Haitong sobe preço-alvo da Altri em 29%

A subida dos preços da pasta levou o Haitong a subir a avaliação das acções das fabricantes da matéria-prima.
Haitong sobe preço-alvo da Altri em 29%
Miguel Baltazar/Negócios
Nuno Carregueiro 30 de novembro de 2017 às 11:29

O Haitong elevou a avaliação das acções da Altri e da espanhola Ence para reflectir o "bom momento" do sector, com fortes subidas no preço da pasta.

 

Numa nota de "research" publicada esta quinta-feira, 30 de Novembro, o banco de investimento mantém as recomendações das duas cotadas, uma vez que a subida das cotações já reflecte este cenário.

 

O preço-alvo da Altri subiu 29%, para 5,30 euros por acção, o que compara com a cotação de fecho de ontem de 5,23 euros, pelo que a recomendação foi reiterada em "neutral". A avaliação das acções da Ence foi melhorada em 46%, para 5,70 euros.

 

"Na nota de ‘research’ que publicamos em Julho estimávamos que o preço [da pasta de papel] estabilizasse, ou mesmo descesse, na segunda metade de 2017, mas na realidade ocorreu uma aceleração nos preços, que foi suportada por disrupções na oferta e uma forte procura", refere a nota de "research".

 

Contudo, "apesar de o momento de resultados ser muito forte para os produtores de pasta ibéricos, tememos que maior parte desta expectativa já esteja descontada" nas cotações, acrescenta.

 

O Haitong estima que os preços elevados vão permanecer até pelo menos 2020, tendo por isso efectuado revisões "muito significativas" nas previsões de resultados para 2018 e 2019. O EBITDA da Altri foi melhorado em 17% para 2018 e 47% para 2019.

 

O preço médio da pasta em Outubro e Novembro está 6% acima do registado no terceiro trimestre e é 36% superior ao registado no período homólogo.

 

As acções da Altri caem 0,34% para 5,217 euros.

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar