Análise Técnica IMF – DAX pela primeira vez acima dos 13 000 pontos

IMF – DAX pela primeira vez acima dos 13 000 pontos

Índice alemão quebra marca histórica e não oferece para já sinais de fraqueza. Eur/Usd avança, mas hipótese de formação de um “topo” não está afastada. Crude e ouro regressam às subidas.
IMF – DAX pela primeira vez acima dos 13 000 pontos
O DAX estabeleceu novos máximos históricos e ultrapassou, ainda que momentaneamente, a marca dos 13000 pontos pela primeira vez. Esta zona poderá constituir uma resistência psicológica e abrir espaço a um período de consolidação no índice alemão. Em todo o caso, a toada principal de alta está em curso e ainda não foram observados sinais relevantes de fraqueza. A esse nível, a zona dos 12840 pontos é a primeira referência em baixa a ter em conta (anterior resistência, agora suporte). Uma quebra desses níveis sinalizaria a formação de um "topo".



Euro/Dólar avança ligeiramente

O Eur/Usd avançou na última semana, com o euro a não sofrer para já com a turbulência política em Espanha. Por outro lado, o dólar foi penalizado pelas minutas da última reunião da FED, que refletiram dúvidas quanto ao caráter temporário da baixa inflação nos EUA.

Do ponto de vista técnico, apesar da correção em alta, o Eur/Usd foi travado na zona dos $1.1860/80. Nesse sentido, continua válida a perspetiva de que o par poderá estar a formar um máximo relativo inferior nesses níveis, que posteriormente poderá dar lugar à formação de um "head and shoulders" – este cenário ficaria anulado com uma eventual quebra em alta de $1.1880. Do lado inferior, abaixo dos $1.1780/$1.1800 o Eur/Usd ficaria vulnerável a nova aproximação aos $1.1660/80.



CRUDE regressa aos ganhos

O crude regressou a terreno positivo e anulou as perdas da semana anterior – a única em que caiu nas últimas seis. Os ganhos continuam a ser suportados pelo maior otimismo quanto a um equilíbrio entre a procura e a oferta global.

Tecnicamente, o crude ofereceu sinais de força importantes, que poderão reforçar o cenário construtivo em alta no curto prazo. Inicialmente, respeitou o suporte dos $49.20, que agora assume assim maior importância. Ressaltando a partir daí, os preços já quebraram também a primeira resistência, em torno dos $51.20, tendo agora espaço para progredir e voltar a testar a zona dos $52.80. Um sinal de fragilidade surge abaixo dos $50.20.



Ouro interrompe série de perdas

Com uma série de seis sessões consecutivas a subir, o ouro avançou para máximos de quase três semanas. O metal precioso beneficiou dos desenvolvimentos nos EUA, onde a baixa pressão inflacionista manteve o dólar e os yields das obrigações norte-americanas sob pressão.

No cenário técnico, o ouro encontrou suporte junto dos $1260 e ressaltou a partir daí. Em todo o caso, por agora trata-se apenas de uma correção em alta, sendo que a toada de baixa apenas seria negada acima da região dos $1310/20, que poderá ser testada nos próximos dias. Numa perspetiva de médio prazo, a tendência de alta não fica comprometida enquanto acima dos $1200.


As análises técnicas aqui publicadas não pretendem, em caso algum, constituir aconselhamento ou uma recomendação de compra e venda de instrumentos financeiros, pelo que os analistas e o Jornal de Negócios não podem ser responsáveis por eventuais perdas ou danos que possam resultar do uso dessas informações. Caso pretenda ver esclarecida alguma dúvida acerca da Análise Técnica, por favor contactar a IMF ou o Jornal de Negócios.





A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
dia 20 de outubro BCP diga 0.33 Há 6 dias



sexta feira a DBRS vai voltar a subir os RATINGS do MILENIUM BCP e de PORTUGAL a partir desse dia o MILENIUM BCP irá ULTRAPASSAR os 0.33 por AÇÃO