Bolsa Investidores afastam-se de Wall Street à procura de activos-refúgio

Investidores afastam-se de Wall Street à procura de activos-refúgio

As bolsas norte-americanas abriram em baixa, com os investidores a optarem por activos mais seguros, os chamados refúgio em tempos de incerteza, como o ouro e o iene. Isto devido ao intensificar de tensões entre os EUA e a Coreia do Norte.
Investidores afastam-se de Wall Street à procura de activos-refúgio
Reuters
Carla Pedro 22 de setembro de 2017 às 14:40

O Standard & Poor’s 500 segue a recuar 0,12% para 2.497,65 pontos, ao passo que o índice tecnológico Nasdaq Composite perde 0,31% para 6.402,53 pontos.

 

Também o Dow Jones segue em baixa, a ceder 0,09% para 22.339,07 pontos.

 

Muito se falou nas últimas semanas sobre se a Reserva Federal norte-americana se atreveria a subir os juros de referência na sua reunião do próximo dia 13 de Dezembro, a última do ano.

 

Os devastadores furacões têm abalado os EUA nos últimos tempos, e o facto de a inflação estar ainda aquém da meta da Fed fez muitos pensarem que a decisão de um novo aumento da taxa de juro ficaria para 2018. Mas, depois das palavras da presidente da Fed, Janet Yellen, esta quarta-feira, ficou dado o sinal de que o banco central ainda o quer fazer de novo este ano.

 

No dia 13 de Dezembro poderá então ser anunciada a decisão de a taxa de juro directora passar de 1%-1,25% para o intervalo de 1,25%-1,5%.

 

Além disso, a Fed começará em Outubro a reduzir o seu balanço, actualmente de 4,5 biliões de dólares.

 

Estes anúncios deixaram os investidores cautelosos, já que estão ainda a avaliar os sinais dados pelo banco central.

 

Por outro lado, o recrudescer de tensões entre Pyongyang e Washington está a causar mais receios junto dos investidores, que estão a optar por se distanciar mais das acções e apostar nos chamados valores-refúgio, como o ouro e o iene.

 

As bolsas norte-americanas têm estado a negociar nas últimas sessões dentro de um dos intervalos mais apertados da sua história, numa altura em que os investidores se mostram relutantes em reforçar as apostas que catapultaram os índices para recordes.

 

A título de exemplo, entre quinta-feira da semana passada e terça-feira desta semana (cinco sessões), as valorizações do S&P 500, apesar de o índice estar em subida livre, não foram expressivas: não mexeu mais de 0,30%.

 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

activo de refúgio o iene ? lol
grande refúgio com bombas a passar por cima deles constantemente. lol

pub