Research Jefferies corta recomendação e preço-alvo da Jerónimo Martins

Jefferies corta recomendação e preço-alvo da Jerónimo Martins

O novo "target" do banco de investimento - 16 euros - traduz um potencial de desvalorização de cerca de 2% às acções. A recomendação é "manter".
Jefferies corta recomendação e preço-alvo da Jerónimo Martins
Ricardo Castelo
Rita Faria 12 de outubro de 2017 às 08:07

O Jefferies cortou a recomendação para as acções da Jerónimo Martins de "comprar" para "manter" e o preço-alvo de 18,70 euros para 16 euros, segundo uma nota de análise do banco de investimento citada pela Bloomberg.

A nova avaliação do banco norte-americano traduz um potencial de desvalorização dos títulos da retalhista de 1,9%, tendo em conta a cotação de fecho da sessão de ontem (16,315 euros).

A Bloomberg destaca que o novo "target" atribuído às acções da empresa liderada por Pedro Soares dos Santos (na foto) está 2,8% abaixo do consenso de 16,45 euros, e que os investidores que tenham seguido as recomendações do Jefferies tiveram um retorno de 6% no último ano, equivalente à performance da acção.

Ainda de acordo com a agência noticiosa, nos últimos cinco anos e 11 meses, o banco de investimento teve duas recomendações para a Jerónimo Martins, "comprar" e "manter". As acções subiram 61% no período em que tinham a recomendação de "comprar" e desceram 21% no período de "manter".

Os títulos da retalhista fecharam a sessão de ontem a descer 1,21% para 16,315 euros, reduzindo para 10,69% o ganho acumulado desde o início do ano. 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado LVV Há 1 semana

Bom dia
Mas cortou o preço alvo porquê? Não há motivos para este corte, baixaram as vendas?os lucros? etc etc...
Deve é dar jeito para comprar mais algumas com a desvalorização que teve na reacção inicial...
Enfim...

comentários mais recentes
LVV Há 1 semana

Bom dia
Mas cortou o preço alvo porquê? Não há motivos para este corte, baixaram as vendas?os lucros? etc etc...
Deve é dar jeito para comprar mais algumas com a desvalorização que teve na reacção inicial...
Enfim...

pub