Bolsa Jerónimo Martins e Mota-Engil em máximos impulsionam ganhos do PSI-20

Jerónimo Martins e Mota-Engil em máximos impulsionam ganhos do PSI-20

A retalhista negociou no valor mais elevado desde Junho de 2013 enquanto a Mota-Engil atingiu máximos de Novembro de 2015. Juntamente com a Galp e a Nos garantiram a subida do índice nacional.
A carregar o vídeo ...
Rita Faria 12 de abril de 2017 às 16:50

Foi mais um dia de ganhos para a bolsa nacional que encerrou em alta esta quarta-feira, 12 de Abril, pela segunda sessão consecutiva, com o PSI-20 a valorizar 0,25% para 4.979,35 pontos. Das 19 cotadas que formam o principal índice nacional, 10 fecharam em alta, seis em queda e três inalteradas.

Na Europa, depois de terem negociado em alta durante grande parte da sessão, a maioria dos índices bolsistas inverteu para o vermelho, com excepção da bolsa de Atenas, que subiu 0,84%, e do alemão DAX, que ganha 0,19%. A mudança de sentido foi motivada, em parte, pela inversão dos preços do petróleo nos mercados internacionais.

O Stoxx600, que chegou a negociar em máximos de Dezembro de 2015, impulsionado pelo sector automóvel, valoriza 0,22% para 382 pontos.

Por cá, a Galp Energia, a Jerónimo Martins, a Nos e a Mota-Engil foram as cotadas que mais contribuíram para os ganhos. A retalhista liderada por Pedro Soares dos Santos somou 0,54% para 16,76 euros, depois de ter chegado a negociar nos 16,88 euros, o valor mais elevado desde Junho de 203.

A Mota-Engil valorizou 5,77% para 2,309 euros, elevando para mais de 9% a valorização acumulada nas últimas duas sessões. Durante a sessão de hoje, os títulos chegaram a disparar 7,65% para 2,35 euros, o valor mais alto desde Novembro de 2015. O optimismo entendeu-se à congénere do sector da construção, a Teixeira Duarte (fora do PSI-20), que subiu 3,7% para 30,8 cêntimos.

Já a Nos subiu 0,9% para 5,161 euros e a Galp Energia ganhou 0,79% para 14,65 euros. No restante sector da energia, a EDP avançou 0,03% para 3,165 euros, no dia em que a Moody’s considerou que a venda da espanhola Naturgas e da portuguesa EDP Gás por mais de três mil milhões de euros vai ter impacto nos lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) do grupo.

"Como resultado da venda da EDP Gás e da Naturgas, a proporção dos ganhos da EDP com as redes reguladas ibéricas vai recuar, de aproximadamente 27% do EBITDA do grupo de 3.700 milhões de euros em 2016, para 22%", escrevem os analistas da Moody's em comunicado divulgado esta quarta-feira, 12 de Abril.

A EDP Renováveis, por seu lado, encerrou inalterada nos 6,99 euros, depois de ter anunciado ontem que vai pagar um dividendo de 5 cêntimos por acção a partir do próximo dia 8 de Maio, o que implicará a diminuição da oferta da EDP na mesma medida. Ou seja, o valor oferecido pela eléctrica na OPA, de 6,80 euros por acção, vai descer para 6,75 euros.

A contribuir para os ganhos estiveram também os CTT, a Corticeira Amorim e a Sonae. A empresa de correios avançou 1,22% para 5,15 euros, a Sonae subiu 0,22% para 91,5 cêntimos e a Corticeira Amorim somou 0,47% para 10,64 euros.  

(Notícia actualizada às 17:19)



A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Fanhoso Há 2 semanas

no relogio atómico faltam 2 minutos para a catrástrofe
se tiverem guito façam aqui como o pai...........
comprem barras de ouro 100% puro
há a venda em diversos pontos de Portugal
vai ser a moeda mais forte de troca quando e depois da guerra nuclear começar
ações e dinheiro deixarão de valer
sigam o conselho deste vosso amigo especialista
depois digam quando começar a guerra eu não vi o gato, ou sou bcpato do caraças, e agora? como eu vou comer??
um dia destes quando acordarem está já a cair bombas na coreia do norte e nos Eua
e depois voçes dirão....... não é que aquele Fanhoso do caraçinhas tinha razão!!!
ai já o Fanhoso estará num bom bunker


comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

Acho muito injusto as atitudes menos incorretas dirigidas ao Fanhoso! Ele apenas exprimiu um juízo de opinião, com total liberdade e autonomia! Há comentários reles que exprimem o carácter dos seus autores! Sejam e comportem-se como Homens!

Anónimo Há 2 semanas

Acho que tudo ficou mais claro .EUA assumiram novamente a liderança,.
Trump é o que é mas era necessário marcar posição.Acho que a Europa fica mais segura
Com uma América mais musculada.
Acredito que novos ajustamentos geopoliticos vão beneficiar a Europa e os mercados.

Investidor Há 2 semanas

Resultados 1T 2017 dia 8. AG dia 10. Coincidência? Se vão fazer uma AG dois dias depois de apresentarem resultados é porque esperam (ou sabem) que os resultados agradam aos acionistas e as propostas vão ser aprovadas. Mas a malta aqui só quer é saber de shorts e resistências...

Anónimo Há 2 semanas

Para reduzir o risco vendi 25% do portfolio , sabado pode dar no torto

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub