Bolsa Jerónimo Martins penaliza PSI-20 em dia de resultados

Jerónimo Martins penaliza PSI-20 em dia de resultados

A bolsa nacional está em queda pela quinta sessão consecutiva, numa altura em que os índices europeus seguem sem tendência definida, antes da reunião do BCE.
Jerónimo Martins penaliza PSI-20 em dia de resultados
Pedro Catarino/CM
Rita Faria 25 de outubro de 2017 às 10:48

Depois de ter iniciado a sessão em alta ligeira, a bolsa nacional já inverteu para terreno negativo, penalizada sobretudo pela Jerónimo Martins, que apresenta resultados esta quarta-feira, 25 de Outubro, depois do fecho do mercado.

Nesta altura, o PSI-20 desce 0,26% para 5.400,50 pontos, seguindo no vermelho pela quinta sessão consecutiva, a mais longa série de desvalorizações desde Janeiro. Dez cotadas seguem em queda, sete em alta e uma inalterada.

Na Europa, os resultados trimestrais das empresas e as expectativas em torno da reunião mensal do BCE de amanhã estão a dividir os principais índices bolsistas entre ganhos e perdas pouco acentuadas. As acções da Kering estão a disparar mais de 7%, a beneficiar do aumento das vendas da Gucci no terceiro trimestre, enquanto os títulos da Société BIC estão a afundar mais de 9%, depois de as receitas terem fico abaixo das estimativas dos analistas.

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, desce 0,01% para 389,30 pontos.

Em Lisboa, a Jerónimo Martins cai 1,20% para 15,64 euros, antes de apresentar as suas contas. O CaixaBI estima que estima que, nos primeiros nove meses deste ano, a retalhista tenha obtido lucros de 292 milhões de euros, o que representa uma quebra de 41,7% face ao mesmo período do ano anterior.

A penalizar o principal índice da bolsa nacional estão também a Galp Energia e a Navigator. A petrolífera recua 0,68% para 15,45 euros, enquanto a Navigator desce 0,69% para 4,304 euros, depois de o CaixaBI ter antecipado ontem que a empresa liderada por Diogo da Silveira terá visto o seu resultado líquido descer 1,1% no terceiro trimestre para 48,3 milhões de euros.

Considerando os primeiros nove meses do ano, os lucros terão aumentado 7,5% para 144,3 milhões de euros.  

Ainda neste sector, a Semapa sobe 0,09% para 16,925 euros e a Altri segue inalterada em 5,473 euros.

Do lado dos ganhos, destaca-se o BCP, com uma valorização de 0,47% para 25,43 cêntimos.

Fora do PSI-20, a Impresa dispara 3,73% para 33,4 cêntimos, a beneficiar do anúncio de que a empresa fechou os primeiros nove meses do ano com prejuízos de 165 mil euros, uma melhoria de 71,8% face ao mesmo período de 2016.




A sua opinião12
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
BCP : um jogo COMBINADO 25.10.2017

Já lá vão três DIAS seguidos a partir das 15h00 COMEÇA o BOTA ABAIXO BCP mas todos estes JOGADORES SUJOS já estão todos IDENTIFICADOS pela CMVM o MASSA BRUTA é o CABECILHA em NOVEMBRO vão todos para DENTRO do CHELINDRÓ

Mota, Rummmmmm 25.10.2017

Esta nao tem investimentos na Catalunha. Nem exporta nada. Por isso sobe, fujam dos cancros .sonaes. edps, ctts j.martins. corticeiras. Pspeleoras ja bateram no topo.

D, 25.10.2017

EU DIRIA EDP, isto esta tudo num caos, anda ai um bruxo, parece que tem razao, o Mota Engil , vai dar cartas, eu vendi sonae , edp , e tenho mota , vamos acreditar,dizem que e uma das estrelas da bolsa,

D 25.10.2017

Quem quiser ficar desgraçado, aconselho a comprar sonae ! Cai todos os dias !

ver mais comentários