Bolsa JM, Galp e Nos dão ganhos ligeiros à bolsa de Lisboa

JM, Galp e Nos dão ganhos ligeiros à bolsa de Lisboa

A praça portuguesa avança pela segunda sessão, a acompanhar os ganhos também ligeiros no resto da Europa. BCP entre as quedas, numa sessão marcada na Europa pela resolução e venda do Popular ao Santander.
A carregar o vídeo ...
Paulo Zacarias Gomes 07 de junho de 2017 às 08:09
As acções na bolsa de Lisboa negoceiam esta quarta-feira, 7 de Junho, em terreno ligeiramente positivo, a avançar pela segunda sessão consecutiva.

A garantir ganhos à praça portuguesa estão os títulos da Jerónimo Martins, Galp, Nos e Corticeira, levando o PSI-20 a somar 0,03% para 5.320,88 pontos. 

A retalhista avança 0,9% para 17,885 euros, enquanto a Galp ganha 0,18% para 13,66 euros. Já a Corticeira Amorim e a Pharol têm as maiores valorizações do índice, respectivamente 1,9% para 12,89 euros e 2,07% para 0,296 euros.

Do lado das quedas está o BCP, que recua 0,26% para 0,2329 euros, numa altura em que as negociações das acções do sector financeiro no resto da Europa são marcadas pela medida de resolução aplicada esta manhã ao Banco Popular, comprado pelo Santander.

As acções do banco liderado por Ana Botín caem 1,69% para 5,70 euros na bolsa de Madrid, depois da instituição ter anunciado um aumento de capital de 7.000 milhões de euros para incorporar o Popular.

O universo EDP volta às quedas, depois das explicações dadas ontem por António Mexia e Manso Neto sobre a sua actuação na energética, no âmbito da condição de arguidos numa investigação às rendas da EDP. A Renováveis desliza 0,1% para 6,99 euros enquanto a casa-mãe cede 0,28% para 3,248 euros.

Também com antigos responsáveis envolvidos nas investigações, a REN recua 0,44% para 2,922 euros.

A Semapa, que hoje começa a distribuir dividendos, recua 0.98% para 16,75 euros. 

(Notícia actualizada às 8:36 com mais informação)



A sua opinião25
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 07.06.2017

O BCP já está no caminho dele. Só existe uma solução, ser adquirido por um Banco Espanhol. Só assim acredito que não feche as portas de vez. BCP abaixo dos 0,23 €. Havia aí que dissesse que nunca baixaria dos 0,23 €! Tuuuuuuuudo enganado!

Anónimo 07.06.2017

Lindo lindo era o BBVA vir agora comer o BCP. Por mim está autorizado. É que está a ser ultrapassado no mercado ibérico!

BCP MÁXIMO HISTÓRICO 22 EUROS 07.06.2017


ALGUM DESTES CRANIOS aqui deste forum me sabe explicar se o MILENIUM BCP poderá ainda este ANO BATER o SEU MÁXIMO HISTÓRICO de 22 EUROS é que eu tenho 1 MILHÃO de euros que a minha AVÓZINHA me deixou para INVESTIR

Anónimo 07.06.2017

É verdade ! Mal a Sonae sobe um cadinho, marram-lhe imediatamente para baixo...

ver mais comentários