Research JPMorgan corta avaliação dos CTT em mais de 30%

JPMorgan corta avaliação dos CTT em mais de 30%

A casa de investimento JPMorgan reduziu em quase 3,0 euros a avaliação que faz dos CTT, segundo a Bloomberg.
JPMorgan corta avaliação dos CTT em mais de 30%
Sara Antunes 30 de janeiro de 2017 às 07:35

Os CTT foram reduzidos de "overweight" para "underweight" por parte do analista Christopher Combe, do JPMorgan. Na nota emitida, e citada pela Bloomberg, o analista reduziu também a avaliação que faz da cotada liderada por Francisco Lacerda.

 

Assim, o banco de investimento estabeleceu um preço-alvo de 6,05 euros para os CTT, o que corresponde a uma revisão em baixa de 32,4%, ou 2,90 euros, face ao "target" que tinha em Novembro (8,95 euros).

 

A nova avaliação confere às acções um potencial de 0,63% face à cotação de fecho das acções na última sessão (6,012 euros).

 

Na sexta-feira, 27 de Janeiro, os CTT publicaram um comunicado onde alertam para um corte de estimativas. Os CTT antecipam uma queda superior ao previsto do correio no último trimestre do ano. E o contexto leva a empresa a antecipar uma queda de até 7% do EBITDA . Os números finais serão conhecidos a 9 de Março. Ainda assim, a empresa compromete-se em pagar um dividendo de, pelo menos, 0,48 euros por acção referente ao ano passado. 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro. 


A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 31.01.2017

os ctt precisam de uma gestão eficaz, reestruturar, para baixar passivo, renovar quadros pois os que tem estão envelhecidos, cortar/requalificar recursos humanos, fechar banco postal, pois será fonte de prejuízos, e os accionistas donos da empresa tem mudar administração, se não são futuros lesados

Anónimo 31.01.2017

os ctt estão a corrigir, porque preço alvo é 4€, e já é muito uma empresa, com um passivo de cerca de um bilião, com uma gestão paralisada, com uma estrutura pesada com mais 12 mil trabalhadores, sem plano de rejuvenescimento dos quadros, sem capacidade de gerar receita e sem capacidade cortar des

ABCDEF1 30.01.2017

Isto acontece porque aparecem bois a mandar gasolina para a fogueira. Que nojo dessa espécie de casas de investimento. Ladrões.

investidor1 30.01.2017

https://goo.gl/forms/cBBl4pEBIkAhOksl1

Muito Obrigado!

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub