Obrigações Juros de Portugal abaixo de Itália, distância é a maior em oito anos

Juros de Portugal abaixo de Itália, distância é a maior em oito anos

Desde Dezembro de 2009 que o "spread" entre os juros praticados para a dívida soberana de Portugal e Itália não era tão grande. O prémio de risco face à Alemanha está perto de ficar em mínimos de antes da chegada da "troika".
Juros de Portugal abaixo de Itália, distância é a maior em oito anos
Miguel Baltazar/Negócios
Paulo Zacarias Gomes 20 de dezembro de 2017 às 13:30
A negociação das obrigações portuguesas no mercado secundário de dívida está esta quarta-feira a fazer-se a juros próximos de mínimos de Abril de 2015, continuando a apresentar uma melhor performance que as pares italianas e com o risco da dívida em mínimos de mais de dois anos e meio.

Segundo dados da Bloomberg, com juros de 1,787% (uma descida de 4,2 pontos base) as obrigações lusas a dez anos estão a menos de seis pontos do mínimo de 2015 tocado na passada segunda-feira (1,729%), menos de uma semana depois de a Fitch se ter juntado à Standard&Poor's e colocado a dívida portuguesa em patamar de investimento, com a subida de dois níveis.

Este alívio no prazo de referência coloca o prémio de risco – diferencial para o juro exigido nos mercados para a troca das obrigações alemãs a 10 anos – em 133 pontos-base, a uma curta distância do mínimo de 127,5 pontos de Março de 2015. Se baixar desta fasquia, chegará ao valor mais baixo desde Abril de 2010, período anterior à chegada da "troika" ao país.

Já o "spread" para a dívida transalpina continua a alargar-se, estando agora os juros de Portugal 18,35 pontos base abaixo dos praticados nas obrigações italianas – a maior distância desde Dezembro de 2009.

Além do contexto favorável a Portugal pela subida do rating – que coloca a dívida soberana no radar dos maiores fundos de investimento -, a evolução dos juros é condicionada por condições políticas desafiantes tanto em Itália (incerteza em relação às eleições no final do primeiro trimestre de 2018) como em Espanha, a braços com as eleições de amanhã na Catalunha que opõem os blocos independentista e constitucionalista.

"Há uma troca entre obrigações portuguesas e italianas porque há incerteza em torno da eleição italiana em Março. (…) Em Portugal, por outro lado, há este governo de centro-esquerda que fez alguns progressos notáveis em reembolsar dívida a investidores internacionais," afirmou o analista do DZ Bank, Rene Albrecht, citado pela Reuters.

Depois da promoção pela Fitch da dívida portuguesa à categoria de investimento, na semana passada, Portugal reembolsou esta segunda-feira uma tranche de 1.000 milhões de euros ao FMI no âmbito do Programa de Assistência Económica e Financeira conduzido pela "troika", fazendo elevar a cerca de 80% o valor já pago ao fundo de Washington.



A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado surpreso 20.12.2017

Estão pho.didos os italianos

comentários mais recentes
Anónimo 20.12.2017

O stock de água das pedras tem diminuído consideravelmente! Pensava-se tratar-se da época natalícia mas afinal os grandes consumidores de águas das pedras vêm do bloco central direito. A azia tem sido mais que muita... bem tentam com os pitbuls TVI e Obliterador arrasar o país mas não conseguem...

Anónimo 20.12.2017

Mais uma má notícia para a esganiçada Cristas e a sua horde de caridosos...

Excelente 20.12.2017

Já vi que há por aqui estrangeiros zangados ide para a vossa terra

Anónimo 20.12.2017

CAMILO!!! PÕE AQUI OS OLHOS!!! AINDA NÃO É DESTA QUE MUDAS DE OPINIÃO?!? SÓ TE ENGRANDECERIA, PORQUE SÓ OS BURROS É QUE NÃO MUDAM! MAS COMO TU ÉS DOS TAIS QUE ANTES PARTIR QUE VERGAR!!! TRISTEZA DE COMENTADORES!!!

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub