Juros de Espanha a 10 anos em nível recorde
14 Junho 2012, 18:46 por Hugo Paula | hugopaula@negocios.pt
Enviar por email
Reportar erro
0
A taxa de juro implícita na dívida pública de Espanha a 10 anos aumentou para a taxa mais elevada desde 1997 depois de a Moody’s ter cortado o "rating" para a dívida do país. Prémio de risco supera os 540 pontos base.
A taxa de juro da dívida pública espanhola encerrou a subir 16,3 pontos base para 6,916%, fixando o nível de fecho mais elevado desde o início do euro, e chegaram aos 6,998% segundo as taxas genéricas da Bloomberg para o mercado secundário.

Durante a sessão, as edições on-line do “Expansión” e do “Cinco Días” deram conta de uma subida dos juros desta emissão que os levou a superar a fasquia dos 7%. Nenhuma das duas publicações referia a fonte da informação.

A “yield” das obrigações a cinco anos ascendeu 13,0 pontos base para 6,206%, fixando um máximo desde 28 de Novembro de 2011, e a das obrigações a dois anos ascendeu 7,2 pontos base para 4,982% para um máximo desde 1 de Dezembro de 2011, segundo a Bloomberg.

A justificar a subida dos juros implícitos na dívida de Espanha esteve a descida da classificação de crédito da Moody’s para as obrigações soberanas de “Aa3” para “Baa3”, citando a tendência de crescimento do endividamento do país e de deterioração da economia.

"Os mercados estão a dizer que não ficaram convencidos pelo resgate da banca e que o próximo passo é o Governo capitular, reconhecer [que precisa de ajuda externa] e pedir um resgate soberano", disse James Stewart, responsável por análise macroeconómica do AX Markets, à Bloomberg. "Isso parece-me muito provável e, mesmo agora, creio que [o efeito de contágio] está a passar de Espanha para Itália", disse.

Já em Portugal e em Itália, a taxa de juro implícita nas obrigações soberanas caiu. Por cá, os juros da dívida a 10 anos recuaram 1,2 pontos base para 10,687%, a “yield” da dívida a cinco anos recuou10,8 pontos base para 11,675% e a da dívida a dois anos declinou 11,9 pontos base para 9,035%.

A remuneração da dívida de Itália recuou 9,6 pontos base para 4,628% no prazo de dois anos, na de cinco declinou 5,6 pontos base para 5,752% na de cinco anos e 8,5 pontos base para 6,131% na de 10 anos. A Alemanha viu os juros descerem na quase totalidade dos prazos. A "yield" da dívida a 10 anos ("bunds") desceu 0,2 pontos base para 1,487%.
Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags:
alertasPor palavra-chave: