Câmbios Libra cai para mínimos de quase dez meses face ao euro

Libra cai para mínimos de quase dez meses face ao euro

A moeda britânica está a negociar nos 1,1034 euros, uma marca que não era atingida desde Outubro de 2016. Os últimos dias têm sido marcados pela divulgação de vários indicadores que sugerem um abrandamento da economia.
Libra cai para mínimos de quase dez meses face ao euro
Rita Faria 08 de agosto de 2017 às 12:25

A moeda britânica está a negociar em mínimos de quase dez meses face ao euro, depois de, na semana passada, o Banco de Inglaterra ter deixado os juros inalterados e cortado as estimativas de crescimento para a economia e no seguimento de vários dados que sinalizam abrandamento económico.

A libra desce 0,15% para 1,1034 euros – o valor mais baixo desde Outubro do ano passado – naquela que é a segunda sessão consecutiva de perdas.

Na quinta-feira passada, a moeda do Reino Unido já se havia aproximado de mínimos, a reagir às conclusões da reunião de política monetária do Banco de Inglaterra.

A autoridade monetária liderada por Mark Carney decidiu manter os juros nos 0,25%, após uma votação que não foi unânime, já que dois dos membros do Comité de Política Monetária defenderam a subida dos custos de financiamento para 0,5%.

O banco central também reviu em baixa as estimativas de crescimento da economia britânica, antecipando agora que o PIB deverá crescer 1,7% em 2017 e 1,6% em 2018.

Esta revisão em baixa está relacionada com o Brexit e foi suficiente para que os membros do Comité de Política Monetária tenham optado por uma decisão cautelosa, mantendo os juros.

 

Os sinais de abrandamento são evidentes nos dados sobre as vendas a retalho em Julho, que subiram 0,9%, depois do aumento de 1,2% verificado em Junho.

Já ontem, um estudo da IHS Markit e da Visa dava conta da queda, pelo terceiro mês consecutivo, das despesas de consumo dos britânicos, a que se juntava também o abrandamento na subida dos preços das casas.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
Saber mais e Alertas
pub