Câmbios Libra cai pela quarta sessão com revisão das estimativas

Libra cai pela quarta sessão com revisão das estimativas

A forte desvalorização registada na sexta-feira levou os analistas a reverem em baixa as suas estimativas para a libra, que negoceia no vermelho esta sexta-feira pela quarta sessão consecutiva.
Libra cai pela quarta sessão com revisão das estimativas
Reuters
Rita Faria 11 de Outubro de 2016 às 09:43

A moeda britânica está a desvalorizar esta terça-feira, 11 de Outubro, pela quarta sessão consecutiva, depois de a forte queda registada na sexta-feira ter levado muitos analistas a reverem em baixo as suas estimativas de mais longo prazo.

A libra cai 0,48% para 1,2303 dólares. Face à moeda única europeia, a descida é de 0,3% para 1,1066 euros.

Segundo a Bloomberg, o ING Groep NV, JPMorgan e Julius Baer Group reduziram as suas previsões para a moeda do Reino Unido desde sexta-feira, dia em que a libra afundou 6,1% face ao dólar norte-americano em dois minutos, pouco depois da abertura do mercado asiático.

A forte desvalorização levou a divisa britânica a atingir o valor mais baixo desde 1985, em 1,1841 dólares. O ING acredita que a libra vai cair para 1,22 dólares no final do ano, o que compara com a anterior estimativa de 1,25 dólares.

De acordo com uma reportagem da BBC, nos aeroportos do Reino Unido muitos viajantes já estão a receber menos de um euro por cada libra. A taxa média em 17 casa de câmbio é agora de 99 cêntimos para uma libra.  

A divisa do Reino Unido sofreu fortes desvalorizações desde que os eleitores do Reino Unido votaram, no final de Junho, a favor da saída da União Europeia. E tem sido incapaz de recuperar terreno, numa altura em que persistem dúvidas sobre a forma como o país vai negociar a sua retirada do bloco dos 28.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub