Bolsa Lisboa cai após oito sessões a ganhar

Lisboa cai após oito sessões a ganhar

O BCP caiu e pesou no desempenho do índice PSI-20, também pressionado pela EDP. Ainda assim, a Mota-Engil fechou a 16.ª sessão em alta e a Navigator e a Sonae tocaram em máximos superiores a um ano.
A carregar o vídeo ...
Diogo Cavaleiro 20 de setembro de 2017 às 16:38

Depois de oito dias consecutivos a subir, o que não acontecia há mais de um ano, o índice da Bolsa de Lisboa perdeu terreno. A quebra de 0,13%, que levou o PSI-20 para os 5.296,17 pontos, acompanhou um dia sem grandes variações na Europa.

 

Não houve nem ganhos nem perdas expressivas esta quarta-feira, 20 de Setembro, já que, pelo mundo, os investidores mostraram prudência, sem grandes oscilações nos mercados, à espera que sejam divulgadas as conclusões da reunião mensal da Reserva Federal. O índice Stoxx Europe 600, que junta as empresas mais representativas do Velho Continente, perdeu 0,11% para 381,71 pontos. 

 

Na Europa, continua o esforço de Madrid para impedir o referendo de independência da Catalunha, com a formalização do controlo das contas públicas e com detenções de dirigentes do governo catalão. O índice espanhol foi o que mais perdeu na Europa Ocidental. 

Em Lisboa, e na banca, o BCP perdeu 1,81% para os 22,8 cêntimos, quando ainda está por concluir a operação de venda à Lone Star do Novo Banco, detido pelo Fundo de Resolução (de que o banco é um dos principais contribuintes). A Pimco tem uma palavra decisiva a dar na oferta de compra de dívida essencial para esse negócio.


A puxar pelo sentimento negativo estiveram, também, outras empresas, como os CTT, que perderam 1,26% para 5,09 euros, e a Pharol, que perdeu 2,39% para 0,327 euros.

No retalho, a Sonae, que chegou a tocar no valor mais alto de Abril do ano passado (1,03 euros) terminou o dia a ceder 1,28% para 1,002 euros. A concorrente Jerónimo Martins fechou nos 16,64 euros com um ganho de 0,45%.

Máximos superiores a um ano

 

A EDP negociou, igualmente, em baixa. A eléctrica nacional, cujo maior accionista China Three Gorges quer expandir a sua posição, recuou 0,46% para 3,253 euros. Já a sua subsidiária, a EDP Renováveis, conseguiu contrariar a tendência, ganhando 1,14% para 7,20 euros. A empresa está nos valores mais altos desde Setembro de 2016.

 

A impedir uma quebra mais pronunciada de Lisboa esteve, igualmente, a Galp Energia, que somou 0,98% para valer 14,45 euros por acção.

 

No lado dos ganhos, a Mota-Engil fechou a 16.ª sessão consecutiva de ganhos, ainda que com uma valorização muito ligeira: 0,07% para 2,964 euros. A construtora está em valores de Maio de 2015.

 

A Navigator fechou a somar 0,86% para 4,004 euros, com oito dias consecutivos a ganhar a levá-la a valores inéditos desde Abril de 2016.

 

 

 

 

(Notícia actualizada às 16:53 com mais informações; corrigida a cotação da Navigator pelas 19:16)