Research Lucro da Navigator terá descido 7% com incêndios a penalizar

Lucro da Navigator terá descido 7% com incêndios a penalizar

As estimativas do CaixaBI apontam para que a Navigator tenha fechado o exercício de 2017 com um resultado líquido de 203 milhões de euros.
Lucro da Navigator terá descido 7% com incêndios a penalizar
Nuno Carregueiro 07 de fevereiro de 2018 às 07:45

A Navigator deverá anunciar esta quinta-feira, antes da abertura da sessão, que registou lucros de 203 milhões de euros, o que representa uma quebra de 7% face ao exercício de 2016. As receitas anuais terão aumentado para 1.631,7 milhões de euros e o EBITDA terá crescido para 407,8 milhões de euros.

 

As estimativas são do CaixaBI, que numa nota de antecipação das contas diz que os resultados da ex-Portucel terão sido afectados no quarto trimestre pelos incêndios que afectaram o país. O impacto na margem EBITDA dos últimos três meses do ano terá sido de 1,4 pontos percentuais.

 

Na apresentação dos seus resultados de Setembro aos analistas, a Navigator (designação adoptada pela Portucel) contabilizou até Setembro 2.700 hectares ardidos, com um impacto de 2,1 milhões. Já nos fogos de Outubro terão ardido 6.100 hectares relacionados com o grupo, o que lhe permite estimar um efeito da ordem dos cinco milhões de euros. 

 

O banco de investimento estima que a margem EBITDA tenha ficado em 24,1% no quarto trimestre, com as receitas a ficarem estáveis nos 421,9 milhões de euros e o EBITDA a aumentar 6% para 101,7 milhões de euros. Os lucros dos três meses terão recuado 38,5% para 51,2 milhões de euros.

 

O analista Carlos Jesus salienta que espera vendas robustas de papel, "mas abaixo do nível recorde do quarto trimestre de 2016". No que diz respeito aos preços, o CaixaBI refere que os preços do BHKP aumentaram 90 dólares por tonelada entre o princípio de Outubro e o final de 2017. E actualmente estão em 1.000 dólares, o que representa um máximo desde meados de 1998.

 

Os prejuízos financeiros terão caído para menos de metade (8,2 milhões de euros em 2017), "beneficiando com a reestruturação da dívida efectuada em 2016.

 

As acções da Navigator fecharam terça-feira a subir 0,05% para 4,218 euros.  

 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.

 

 




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

Os franceses, espanhóis e italianos têm o creme de avelã, o nougat e as castanhas. Portugal tem papel caro e pessoas a arder.

Manuel Há 2 semanas

Se a historia se repetir a Navigator amanhã durante o dia vai cair 10% ou sexta-feira.

Anónimo Há 2 semanas

Continuam a comprar a madeira quase de borla.

José Há 2 semanas

No dia 3/11/2017 a ALTRI valia em bolsa 5,72€, hoje vale 4,67€, desceu mais de 1€. Parabéns a quem vendeu naquele dia.

ver mais comentários
pub