Bolsa Mais de 30% dos negócios de acções fora da bolsa de Lisboa
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Mais de 30% dos negócios de acções fora da bolsa de Lisboa

A Euronext Lisbon tem vindo a perder negócio para as bolsas alternativas, que seduzem os investidores com taxas mais baixas e tecnologia mais avançada. Bats e Turquoise são as plataformas mais representativas no mercado nacional.
Mais de 30% dos negócios de acções fora da bolsa de Lisboa
Bruno Simão/Negócios
Patrícia Abreu 21 de agosto de 2017 às 08:00

A negociação de acções fora da bolsa de Lisboa disparou nos últimos anos, com plataformas de negociação alternativas a roubarem quota de mercado à Euronext Lisbon. Actualmente, mais de 30% das transacç)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Investidor Pater Familis Há 23 horas

Naturalmente que os custos são fator importante de decisão quando se trata de optar por uma plataforma de negociação.Mas em última análise o que interessa é o potencial de lucro. Este, além de incluir obviamente, pela negativa, o fator custos, é também em grau significativo, pela positiva, proporcional à raiz quadrada do nº de instrumentos listados(cf. Investment performance and the range of choice-Baker) e à sua volatilidade(The fundamental law of active management-Grinold).A competição entre plataformas, na óptica do interesse do investidor, desenvolve-se tomando em conta tal trinómio, além de outros possíveis fatores (liquidez, custos e dificuldade de research dos instrumentos listados, risco operacional,ergonomia, ect, ect )

comentários mais recentes
Investidor Pater Familis Há 23 horas

Naturalmente que os custos são fator importante de decisão quando se trata de optar por uma plataforma de negociação.Mas em última análise o que interessa é o potencial de lucro. Este, além de incluir obviamente, pela negativa, o fator custos, é também em grau significativo, pela positiva, proporcional à raiz quadrada do nº de instrumentos listados(cf. Investment performance and the range of choice-Baker) e à sua volatilidade(The fundamental law of active management-Grinold).A competição entre plataformas, na óptica do interesse do investidor, desenvolve-se tomando em conta tal trinómio, além de outros possíveis fatores (liquidez, custos e dificuldade de research dos instrumentos listados, risco operacional,ergonomia, ect, ect )

Investidor Pater Familis Há 1 dia

Naturalmente que os custos são fator importante de decisão quando se trata de optar por uma plataforma de negociação.Mas em última análise o que interessa é o potencial de lucro. Este, além de incluir obviamente o fator custos, é também em grau significativo proporcional à raiz quadrada do nº de instrumentos listados e à sua volatilidade.A competição entre plataformas, na óptica do interesse do investidor, desenvolve-se tomando em conta tal trinómio, além de outros possíveis fatores (liquidez, custos e dificuldade de research dos instrumentos listados, risco operacional, ect, ect )

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub