Bolsa Mais de 4% do capital do BCP está em posições curtas
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Mais de 4% do capital do BCP está em posições curtas

O banco português continua a ser a acção com a maior proporção de posições a descoberto da bolsa portuguesa.
Mais de 4% do capital do BCP está em posições curtas
Miguel Baltazar
Patrícia Abreu 13 de dezembro de 2016 às 00:01

O BCP continua a ser o título preferido dos especuladores na bolsa portuguesa. Ainda que as posições a descoberto no banco tenham caído face há uns meses, mais de 4% do capital está alocado em posiçõ

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 13.12.2016

Não! O problema é ainda mais grave. Em Portugal mesmo os pequenos accionistas podem entrar curto, se o seu banco ou correctora lhes arranjar acções para o fazerem... mas só entre as 8 e as 16 horas, tendo sempre de fechar as posições no próprio dia, porque se o não fizer, a partir das 16 até às 16h30 o banco ou corretoras fazem-no por nós. Ora os fundos ou outros grandes especuladores trabalham com bancos ou correctoras norte-americanas e ficam a descoberto até quererem, dias, semanas, meses... é um fartar vilanagem e daí estas quedas e, no caso, o BCP nunca mais sairá da cepa torta! outras vezes é a SONAE quando os ursos tomam conta dela...

Anónimo 13.12.2016

Curioso é que ninguém explica que esta realidade é a forma airosa dos grandes acionistas irem ganhando dinheiro nos trades diários e assim escapando da desvalorização do banco. Os pequenos accionistas é que são os maiores prejudicados pois não têm acesso e as suas acções perdem valor...

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub