Bolsa Nada parece travar os recordes em Wall Street

Nada parece travar os recordes em Wall Street

As bolsas norte-americanas somam e seguem. Na sessão desta quarta-feira, os principais índices do outro lado do Atlântico marcaram novos recordes.
Nada parece travar os recordes em Wall Street
Reuters
Carla Pedro 26 de julho de 2017 às 21:24

A Reserva Federal manteve as taxas de juro inalteradas e disse que em breve irá começar a reduzir o seu pesado balanço. Os investidores aplaudiram e deram novos máximos a Wall Street.

 

O Standard & Poor’s 500 fechou a somar 0,03% para 2.477,83 pontos, tendo na negociação intradiária atingido o valor mais alto de sempre, nos 2.481,69 pontos.

 

Também o Nasdaq Composite marcou novos recordes. O índice tecnológico encerrou a valorizar 0,16% para 6.422,74 pontos, tendo durante a sessão fixado um novo máximo histórico ao tocar nos 6.432,38 pontos.

 

Por seu lado, o Dow Jones terminou a ganhar 0,45% para se fixar nos 21.711,01 pontos. O seu recorde de sempre estava nos 21.681,53 pontos, atingido na sessão de 14 de Julho, mas hoje foi dia de atingir um novo auge a meio da jornada: os 21.742,70 pontos.

 

A sustentar a negociação do outro lado do Atlântico estiveram uma vez mais os bons resultados de várias empresas, como a AT&T e a Boeing.

 

Mais de 80% das cotadas do S&P 500 que já apresentaram resultados reportaram lucros acima das estimativas, ajudando a sustentar o optimismo quanto à economia mundial e a empurrar a volatilidade para mínimos históricos.

A contribuir para animar a negociação estiveram também os títulos da energia, especialmente os petrolíferos, num dia em que o crude do tipo West Texas Intermediate superou os 48 dólares por barril no mercado nova-iorquino pela primeira vez desde inícios de Junho. Em Londres, o Brent do Mar do Norte negociou acima dos 50 dólares. Há três dias consecutivos que as cotações da matéria-prima estão a subir. 

Por outro lado, apesar de se manter muita incerteza no plano político nos EUA, a divulgação dos resultados das empresas está a ter mais peso no sentimento dos investidores. Amanhã o mercado estará especialmente atento ao reporte de contas da Amazon.com e do Twitter.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub