Bolsa Nasdaq e S&P 500 em novos máximos

Nasdaq e S&P 500 em novos máximos

Depois dos máximos atingidos pelo Nasdaq e pelo S&P 500 na última sessão, as principais praças dos Estados Unidos começaram o dia a negociar em terreno positivo, com aqueles índices a atingirem novos máximos de sempre.
Nasdaq e S&P 500 em novos máximos
Reuters
David Santiago 16 de maio de 2017 às 14:40

O índice Nasdaq Composite abriu a sessão desta terça-feira, 16 de Maio, a somar 0,12% para 6.157,141 pontos, seguido pelo Standard & Poor’s 500 que começou o dia ganhar ténues 0,07% para 2.404,09 pontos, com os dois índices a tocarem em novos máximos de sempre.

Isto depois de ontem o índice tecnológico ter registado um novo máximo de fecho e de o S&P 500 ter alcançado um novo máximo de sempre. Já o índice Dow Jones iniciou a negociação bolsista a avançar 0,12% para 21.006,35 pontos.

 

Numa altura em que termina a época de apresentação de resultados, os investidores voltam a olhar com maior atenção para a presidência de Donald Trump e para as medidas que serão implementadas para promover o crescimento económico.

 

A agência Reuters escreve que os investidores poderão refrear eventuais apostas em activos de maior risco depois da polémica em torno da divulgação de informação confidencial feita por Trump a governantes russo. O próprio Trump admitiu esta terça-feira ter revelado informações sobre o Estado Islâmico a elementos do Kremlin, justificando-se com a sua expressa vontade de levar Moscovo a reforçar a sua luta anti-terrorista.

 

Também a marcar a sessão desta terça-feira está a queda do dólar, que esta manhã negociou no valor mais baixo desde 10 de Novembro do ano passado. Já o euro tocou em máximos de seis meses depois de ontem Angela Merkel e Emmanuel Macron, chanceler alemã e presidente francês, respectivamente, terem demonstrado disponibilidade para reforçar a cooperação do eixo franco-alemão com vista a uma maior integração europeia e da Zona Euro.

 

Os investidores estão também atentos à divulgação, esta terça-feira, dos dados actualizados sobre a produção industrial norte-americana, que em Abril cresceu 1%, o maior aumento desde Fevereiro de 2014, e que supera as previsões dos analistas que antecipavam que a mesma tivesse abrandado para um crescimento de 0,4% em Abril, depois do crescimento de 0,5% obtido em Março. 

Em destaque neste início de sessão está a Akebia Therapeutics que dispara 19,46% para 15,41 dólares, negociando assim em máximos de Outubro de 2014, depois de a farmacêutica ter chegado a acordo com o Vifor Pharma Group, que realizou um investimento de 50 milhões de dólares em acções daquela.

 

Nota ainda para a Home Depot que ganha 1,89% para 160,31 dólares, depois de a retalhista ter apresentado lucros no primeiro trimestre que superaram as estimativas dos analistas. 


(Notícia actualizada às 14:47)


A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Vai explodir Há 6 dias

E eu vou-me rir tanto

BCP a caminho do valor da AC 9 CÊNTIMOS Há 6 dias


O MILENUM BCP CAMINHA A PASSOS LARGOS para o valor a que foi o aumento de capital ou seja 9 CÊNTIMOS por AÇÃO

Anónimo Há 6 dias

Já inverteu o ciclo , assim como a Europa, grandes correções vão começar já amanhã,

pub
pub
pub
pub