Bolsa Novabase em máximos de 3 anos à boleia do dividendo extraordinário

Novabase em máximos de 3 anos à boleia do dividendo extraordinário

A companhia liderada por Paulo Salvado tocou nesta sessão no valor mais alto desde Junho de 2014. Comportamento do título animado pelo pagamento de dividendo extraordinário.
Novabase em máximos de 3 anos à boleia do dividendo extraordinário
Bruno Simão/Negócios

O dia foi de fortes ganhos para a Novabase, com os investidores animados pelo anúncio do pagamento de um dividendo extraordinário por parte da empresa liderada por Paulo Salvado (na foto).

A Novabase terminou o dia a subir 12,78% para 3,609 euros, depois de ter disparado 15,59% para os 3,699 euros, o que representa o valor mais alto desde 24 de Junho de 2014. Este comportamento foi acompanhado por uma elevada liquidez da acção. Trocaram de mãos mais de 220 mil acções, muito acima da média diária dos últimos seis meses (acima das 26 mil acções).

Com este desempenho, a tecnológica liderada por Paulo Salvado acumula uma valorização de 44,18% desde o início deste ano. E uma capitalização bolsista que ascende a 112,7 milhões de euros.

Dividendo de 50 cêntimos

Esta quarta-feira, 27 de Setembro, a Novabase propôs pagar um dividendo de 50 cêntimos por acção aos seus accionistas. A proposta parte do conselho de administração da tecnológica e será votada na assembleia-geral extraordinária de 26 de Outubro.

"O conselho de administração propõe que seja deliberado que, nos termos da lei, sejam pagos aos accionistas 15,7 milhões de euros da rubrica de reservas e resultados acumulados, correspondente a um total de 0,50 euros por acção, relativamente ao número de acções emitidas", assinala o comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A empresa presidida por Luís Paulo Salvado justificou esta decisão com o facto de que, neste momento tem "todo o interesse em promover medidas de remuneração accionista", colocando-a em contraponto "às aplicações financeiras alternativas disponíveis no mercado".


Além disso, sublinha a Novabase, "a capacidade financeira" continua intacta, mantendo a capacidade para cumprir os planos de investimento, "dispondo de liquidez amplamente suficiente para financiar as suas necessidades de curto e médio prazo".

Analistas já antecipavam

O CaixaBI, pelo analista André Rodrigues, admite que a distribuição desta remuneração accionista era uma hipótese já aberta. "No final do primeiro semestre 2017 a posição de 'net cash' da Novabase ascendia aos 45,5 milhões de euros (nossos cálculos – a Novabase anunciou EUR 59,2m por considerar também os investimentos detidos até à maturidade e por não incluir o saldo das locações financeiras), cerca de 45% da capitalização bolsista actual, pelo que o pagamento de um dividendo extraordinário era um cenário a considerar", assinala o especialista na nota de "research" desta quinta-feira. O CaixaBI tem um preço-alvo de 3,45 euros para a empresa, com uma recomendação de "acumular".

 

Já o BPI Equity Research, com uma recomendação de "underperform" para a Novabase e um "target" de 2,30 euros, também sublinha que este pagamento de remuneração extraordinária era expectável. Segundo o especialista Pedro Oliveira, a operação era uma possibilidade "depois da venda da IMS - Infrastructures & Managed Services", operação anunciada em Outubro do ano passado.

 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
CRIADOR de TOUROS 10 - 1 = 9 MILHÕES Há 2 semanas

Hoje vendi 1 milhão dos meus 10 MILHÕES de ações do MILENIUM BCP e ofereçi o $$$$$$$$$$$$$$$$ aos SHORTS do BCP para não MORREREM há FOME

pub