Mercados Novo produto de poupança do Estado pode ser subscrito a partir desta segunda-feira

Novo produto de poupança do Estado pode ser subscrito a partir desta segunda-feira

A partir de hoje, 30 de Outubro, pode subscrever os novos Certificados do Tesouro Poupança Mais (CTPC). Este produto vem substituir os antigos Certificados do Tesouro Poupança Mais (CTPM). Conheça as principais características.
A carregar o vídeo ...
Raquel Godinho 30 de outubro de 2017 às 12:21
Remuneração média anual de 1,39%
Os Certificados do Tesouro Poupança Crescimento (CTPC) terão um prazo de sete anos. No primeiro ano, pagarão uma taxa de juro de 0,75% que se mantém no segundo ano. Esta taxa vai aumentando até chegar aos 2,25% do sétimo e último ano. Em média, a remuneração anual deste produto é de 1,39%, ficando aquém dos 2,25% que os CTPM pagaram, em média, em cinco anos. 

Prémio é pago no segundo ano
A esta remuneração, a partir do segundo ano, acresce um prémio "correspondente a 40% do crescimento médio real do PIB a preços de mercado nos últimos quatro trimestres conhecidos no mês anterior à data de pagamento de juros". Este prémio apenas tem lugar no caso do crescimento médio real do PIB ser positivo e fica limitado a um máximo de 1,2% em cada ano.

Produto tem que ser mantido um ano
Tal como acontecia nos CTPM, o resgate só é possível um ano após a subscrição, sendo que depois desse período o resgate poderá ocorrer a qualquer altura, acarretando a perda total dos juros decorridos desde o último vencimento de juros até à data de resgate.

Investimento mínimo de 1.000 euros

O investimento mínimo neste novo produto de poupança do Estado é de mil euros, tal como nos CTPM. Estes novos CTPC podem ser subscritos a partir de 30 de Outubro. Podem ser subscritos ao balcão dos CTT ou no site do IGCP.



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Johnny Há 3 semanas

DE MIM NÃO LEVAM NEM MAIS UM TUSTO
MATARAM A GALINHA

O Bloco de Esterco deve subscrever estes certifica Há 3 semanas

O PS é inimigo dos aforristas agora inventaram este novo produto q paga menos juros e tem um prazo maior (7 anos) De mim nem um euro levam! Q os subscreva a Mortágua e os da sua lai para ver o q é bom! Mortágua filha do assaltante Camilo Mortágua q vá buscar o dinheiro aonde se acumula e comprar!!!

pub