Bolsa Optimismo no sector tecnológico dá novo recorde ao Nasdaq

Optimismo no sector tecnológico dá novo recorde ao Nasdaq

Os fortes resultados da Netflix continuam a motivar optimismo no sector das tecnologias, o que está a levar o Nasdaq a negociar num novo máximo histórico.
Optimismo no sector tecnológico dá novo recorde ao Nasdaq
Reuters
Rita Faria 19 de julho de 2017 às 14:37

Os principais índices norte-americanos iniciaram a sessão desta quarta-feira, 19 de Julho, em alta, com o Nasdaq a registar mesmo um novo máximo histórico.

 

O índice industrial Dow Jones ganha 0,01% para 21.576,82 pontos, enquanto o S&P500 avança 0,18% para 2.465,07 pontos. O Nasdaq valoriza 0,37% para 6.367,53 pontos, depois de já ontem ter batido recordes, impulsionado pela forte subida da Netflix, que esteve a beneficiar dos resultados apresentados. O índice tecnológico está na mais longa série de ganhos desde Fevereiro de 2015.

 

As acções da Netflix valorizaram mais de 13% na terça-feira, depois de a empresa ter anunciado que ganhou, entre Abril e Junho, mais 5,2 milhões de subscritores do serviço de streaming, mais 2 milhões do que estimavam os analistas. No entanto, o lucro da empresa foi de 66 milhões de dólares (15 cêntimos por acção), abaixo da estimativa média de 16 cêntimos antecipada pelos analistas consultados pela Bloomberg.

 

"Os fortes resultados da Netflix motivaram um fluxo de dinheiro para as acções tecnológicas em antecipação de resultados sólidos. Se os grandes nomes como a Alphabet, o Facebook e a Amazon forem capazes de mostrar crescimento num ambiente de crescimento débil então os investidores vão pagar por essas acções", afirma Adam Sarhan, CEO da 50 Park Investments, citado pela Reuters. As três empresas reportam as suas contas na próxima semana.

 

Os resultados trimestrais das empresas vão continuar a marcar o passo dos mercados. Os analistas antecipam que os lucros das empresas do S&P500 tenham aumentado 8,5% no segundo trimestre, enquanto as receitas terão crescido 4,7%.

 

Esta evolução acontece depois de um primeiro trimestre muito forte, ao nível dos resultados das empresas, que registaram o mais rápido aumento dos lucros desde 2011, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

 

A TMobile, a Qualcomm e a American Express estão entre as empresas que divulgam hoje os seus números, depois do fecho do mercado. 

As acções da IBM caem 3,39% para 148,61 dólares, depois de a empresa ter apresentado receitas abaixo do esperado. Já a United Continental Holdings recua 4,12% para 75,40 dólares, a reflectir a subida dos custos da companhia. 


(Notícia actualizada às 14:42)




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub