Bolsa Os "hedge funds" que estão a apostar na queda das cotadas portuguesas
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Os "hedge funds" que estão a apostar na queda das cotadas portuguesas

São sobretudo "hedge funds" britânicos os especuladores que mantêm posições curtas em empresas portuguesas. Nomes como o Marshall Wace e o Lansdowne Partners destacam-se entre as entidades que detêm o maior número de participações a descoberto em cotadas nacionais.
Os "hedge funds" que estão a apostar na queda das cotadas portuguesas
Bruno Simão/Negócios
Patrícia Abreu 04 de julho de 2017 às 07:00

Marshall Wace, o especulador com residência fixa em Lisboa

O Marshall Wace é um dos "hedge funds" que mantém posições curtas na bolsa portuguesa. Fundado em 1997 por Paul Marshall e Ian

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Tereza economista 04.07.2017

Os investidores não devem ter as ações a descoberto pois serão alvo dos abutres.

Camponio da beira 04.07.2017

Ó Lopes, pode até ser, mas alargando um pouco a escala, os direitos de alguns violam os dos outros, mais a a corrupção e a incompentencia, e uma justiça (maior empregador da europa) nem sequer funciona. Madoff /seis meses/150 anos---O.Costa 6 anos/14 anos.Portugal,muitos magistrados bem remunerados

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub