Mercados Outubro é o mês mais volátil nos mercados

Outubro é o mês mais volátil nos mercados

Se a história dos últimos 50 anos se confirmar, a acalmia dos mercados nos Estados Unidos pode ter os dias contados.
Outubro é o mês mais volátil nos mercados
Reuters
Mariana Adam 03 de outubro de 2017 às 16:52

O mês de Outubro é historicamente o mais turbulento nos mercados. A Bloomberg analisou os últimos 50 anos e chegou à conclusão que este é o mês de maior volatilidade na bolsa dos Estados Unidos. Assim, se a história se repetir, a estabilidade que se tem registado desde o início do ano pode ser abalada em breve.


O 10.º mês do ano é aquele que regista o maior número de movimentos diários de 1% ou mais em qualquer direcção no S&P 500, ainda de acordo com as contas feitas pela Bloomberg analisando o último meio século.


Este ano o S&P 500 só registou movimentos de 1% ou mais em qualquer direcção em 4,3% dos dias de negociação, um registo que, se não tiver alterações até ao final do ano, fará de 2017 o ano menos volátil da década.

Vários analistas alertam para a possibilidade desta baixa volatilidade ser a acalmia antes da tempestade. O Société Générale defendeu há cerca de duas semanas que "o mercado está a registar níveis de volatilidade perigosos". Os analista, do banco francês, um dos maiores da Europa, referem que esta baixa volatilidade faz lembrar 2007, ou seja o período antes do estalar da crise financeira.


O Société Générale não fala de uma nova crise, mas dá como inevitável a chegada da turbulência, especialmente ao mercado accionista, por isso defende que os investidores devem orientar as suas carteiras aumentando o investimento em euros e reduzindo a aposta nos dólares e no mercado americano, refugiando-se no ouro e nos mercados emergentes.

Conheça mais sobre as soluções de trading online da DeGiro.




pub