Bolsa Pesos-pesados ditam queda de 0,5% do PSI-20

Pesos-pesados ditam queda de 0,5% do PSI-20

A bolsa nacional acompanha a tendência negativa das principais praças europeias, antes do anúncio da subida dos juros nos Estados Unidos.
Pesos-pesados ditam queda de 0,5% do PSI-20
Miguel Baltazar/Negócios
Rita Faria 14 de Dezembro de 2016 às 11:18

A bolsa nacional segue em terreno negativo esta quarta-feira, 14 de Dezembro, com o PSI-20 a descer 0,45% para 4.627,95 pontos. Das 18 empresas que formam o principal índice nacional, 10 estão em queda, seis em alta e duas inalteradas.

Na Europa, os principais índices também negoceiam com sinal vermelho, depois de terem encerrado ontem no nível mais elevado desde Janeiro, numa altura em que os investidores se preparam para a primeira subida dos juros nos Estados Unidos desde Dezembro do ano passado.

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, recua 0,41% para 356,03 pontos, penalizado sobretudo pelas cotadas do sector da mineração e da saúde.

A bolsa de Atenas é a mais penalizada esta quarta-feira, seguindo com uma desvalorização de 2,29%.

No plano nacional, são os pesos-pesados da bolsa de Lisboa que mais penalizam o PSI-20. A Jerónimo Martins cede 2,19% para 14,995 euros, enquanto a Galp Energia recua 0,88% para 14,095 euros. A petrolífera portuguesa acompanha a descida dos preços da matéria-prima nos mercados internacionais, numa altura em que os investidores aguardam pela divulgação dos dados das reservas nos Estados Unidos.

Ainda na energia, a EDP Renováveis cai 0,33% para 5,97 euros, depois de ter sido conhecido que a sua subsidiária nos Estados Unidos encaixou 114 milhões de dólares (107 milhões de euros) em mais um de vários acordos que aproveitam os benefícios fiscais concedidos nesta área.

Já a EDP, que anunciou ontem a venda de 48 milhões de euros de défice tarifário, ganha 0,21% para 2,881 euros.

Também o BCP está a contribuir para a queda do PSI-20, com uma descida de 0,51% para 1,1247 euros. As acções do banco liderado por Nuno Amado prosseguem, assim, a tendência negativa da sessão de ontem – em que afundaram mais de 12% - depois de o espanhol Sabadell ter concluído a venda da sua participação de 4,1% no banco por 1,15 euros por acção.

Além da EDP, só a Navigator, Mota-Engil, Sonae, REN e Nos seguem em terreno positivo.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 4 dias

BCP no seu melhor !
Olha se eu fosse na conversa do Ulisses Pereira, que dizia que quando superasse a barreira de 1.35 € era de entrar.
Quando virá abaixo de 1€ ???
Aguardo. Bons negócios

pub