Petróleo Petróleo negoceia acima dos 59 dólares, em máximos de 2015

Petróleo negoceia acima dos 59 dólares, em máximos de 2015

Os preços do petróleo registaram uma forte subida na última sessão. O Brent, que é a referência para Portugal, chegou a subir mais de 4%. Está em máximos de 2015, ao negociar acima dos 59 dólares por barril.
Petróleo negoceia acima dos 59 dólares, em máximos de 2015
Reuters

Os preços do petróleo seguem agora pouco alterados, mas já atingiram novos máximos. No caso do Brent, negociado em Londres e referência para Portugal, o preço do barril está a subir 0,02% para 59,03 dólares, mas já esteve a subir quase 1% para 59,49 dólares, o que corresponde ao valor mais elevado desde Julho de 2015. Isto depois de ontem os preços terem disparado. No final do dia a subida foi de quase 4%, apesar de ter escalado mais durante a tarde. 

Já o West Texas Intermediate (WTI), negociado em Nova Iorque, está a descer 0,19% para 52,12 dólares, depois de já esta manhã ter tocado no valor mais elevado desde Abril deste ano. 

A contribuir para a subida acentuada da última sessão esteve a ameaça da Turquia em bloquear um oleoduto que transporta petróleo da região do Curdistão para um porto turco, numa forma de colocar pressão sobre os curdos iraquianos que avançaram para um referendo sobre a independência.

Bagdad também não reconhece essa votação e pediu à comunidade internacional que deixe de importar petróleo da região autónoma do Curdistão. "Caso o boicote seja bem-sucedido, pode haver menos 500 mil barris por dia a atingir o mercado", estima o Commerzbank.

Além deste factor, os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo mostram-se confiantes que o mercado está a ficar reequilibrado e que no mês passado foram além dos cortes acordados.




pub