Bolsa Pharol afunda para mínimos de Agosto após resultados

Pharol afunda para mínimos de Agosto após resultados

As acções fecharam a sessão a cair mais de 6% e acumulam já uma série de oito sessões em terreno negativo.  
Pharol afunda para mínimos de Agosto após resultados
Nuno Carregueiro 29 de Novembro de 2016 às 17:05

A Pharol fechou esta terça-feira em queda pela sexta sessão consecutiva, atingindo mínimos desde Agosto, com os investidores a reagirem aos resultados dos primeiros nove meses e às declarações do CEO da empresa.

 

Os títulos fecharam a cair 6,15% para 16,8 cêntimos, elevando a perda do ano para 21,78%. A empresa tem agora uma capitalização bolsista de 151,5 milhões de euros.  

 

Os investidores estiveram a reagir a uma série de notícias sobre a companhia e a Oi, cotada brasileira onde a Pharol é maior accionista.

 

Já depois do fecho da sessão de segunda-feira, a Pharol anunciou os resultados dos primeiros nove meses do ano, com os prejuízos a descerem quase 60% para 56,1 milhões de euros.  

 

A empresa anunciou ainda que dos 897 milhões de euros investidos em papel comercial da Rio Forte, já só espera recuperar 85,75 milhões de euros. As anteriores previsões da empresa apontavam para uma recuperação de 15% do valor.

  

Já hoje o CEO da Pharol, Luís Palha da Silva, revelou ao Valor Económico que já houve propostas da direcção da Oi para a Pharol diluir a sua participação. "Não somos contra a diluição em princípio", desde que "atente a todos os interesses das partes envolvidas", incluindo da Pharol, maior accionista da Oi com 27,5% (directa e indirectamente).

 

A Oi, também esta terça-feira, revelou que apresentou proposta para pagar dívidas a 58 mil credores.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

É verdade, agora vale zero ! Mas a Portugal Telecom era uma grande e valiosa empresa ! Foi destruida pelo trio Bava/Salgado/Socrates ! Penso que em Portugal nunca terá havido uma destruição de valor assim ! Enfim, socialistas no poder...dá nisto ! E agora...temos o Costa/Centeno !

Anónimo Há 1 semana

Resultados?!??!? Este jornal é uma risada... que interessam os resultados duma empresa que apenas tem uma duzia de boys a ganhar uma fortuna para nada fazerem?!?!
Cai porque nao vale a ponta dum corno e ninguém esta para pagar aos ditos boys..

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub