Bolsa Pharol dispara 110% em 2017. Cerberus poderá avançar com oferta pela Oi

Pharol dispara 110% em 2017. Cerberus poderá avançar com oferta pela Oi

As acções da Pharol voltaram a disparar esta sessão, elevando para 110% a subida desde o início do ano, no dia em que foi noticiado que a Cerberus estará prestes a apresentar uma proposta pela Oi.
Pharol dispara 110% em 2017. Cerberus poderá avançar com oferta pela Oi
Pedro Elias/Negócios
Sara Antunes 10 de fevereiro de 2017 às 16:58

As acções da Pharol subiram 11,51% para 0,436 euros esta sessão, no dia em que foi alvo de várias notícias, entre as quais a intenção da Cerberus de avançar com uma proposta em breve para a compra da brasileira Oi. A Cerberus está a finalizar uma avaliação aprofundada da operadora de telecomunicações, detida em 27% pela Pharol, antes de apresentar a proposta, segundo a Reuters, que cita fontes próximas do processo que não quiseram ser identificadas .

 

A marcar a sessão está também a notícia de que o fundo de investimento Virgo, controlado pelo banco brasileiro Safra, comprou 11% de acções preferenciais da Oi, o que equivale a cerca de 5% do capital da brasileira, afirmando que não quer alterar a administração da empresa e que não tem metas definidas para o seu investimento na Oi.

 

Desde o início do ano, as acções da Pharol já mais do que duplicaram o seu valor, atingindo o valor mais elevado desde Junho de 2015. Só esta semana os títulos da empresa liderada por Palha da Silva acumulou um ganho de 49,83%.

 

As acções da Pharol não caem há 12 sessões consecutivas, levando a empresa a destacar-se entre as restantes acções do PSI-20. Desde o início do ano, o principal índice nacional acumula uma queda de 1,60%, com 10 das 17 cotadas a descerem. A Pharol distancia-se, com um ganho de 110,63%. Sendo que a segunda cotada que mais valoriza é a Corticeira Amorim, ao subir quase 11%.

 

A contribuir para esta escalada das acções da Pharol têm estado precisamente vários episódios em torno da Oi, na qual a empresa portuguesa detém 27%. A expectativa de que a Oi consiga ser recuperada tem aumentado, o que tem feito subir as acções também da brasileira. Este ano, as acções preferenciais sobem 41,3% enquanto as ordinárias avançam 47,5%.

 

As notícias têm ajudado a que se crie esta expectativa. Primeiro foi a Orascom, que decidiu alargar a validade da proposta anteriormente apresentada para a recuperação judicial da Oi, que inclui uma OPA de até 1,25 mil milhões de dólares. 

 

Depois foi o acordo conseguido entre a Oi e a Samba, que pôs fim ao "braço-de-ferro" que durou dois anos e que reduz os obstáculos para que a Oi possa vender activos que herdou da PT, incluindo a participação que detém na africana Unitel.

 

Além destes desenvolvimentos, a Pharol revelou que as negociações com os credores estão "a evoluir" e aceitou a possibilidade da conversão de parte da dívida em acções.

 

Entretanto a Bloomberg noticiou que o projecto de mudança da Lei Geral de Telecomunicações aumentaria em cerca de 3 mil milhões de reais (894 milhões de euros) o valor da Oi, segundo a estimativa apresentada pela assessora financeira ao conselho de administração da companhia.




A sua opinião12
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
a 12.02.2017

Cuidado com otimismo exagerado! Oxalá a subida continue! Devem de estar sempre em cima da jogada

Anónimo 11.02.2017

As mesmas pessoas que se gabam agora de ganhos são as mesmas que amanhã choram as perdas. Continuem apostar o vosso dinheiro. e depois venham para aqui comentar que são todos uns gatunos...

o vidente 11.02.2017

não se esqueçam que a oi está AFOGADA numa divida de 17 MIL MILHÕES de euros ..... não se esqueçam deste PEQUENINO DETALHE

pdpsousa 10.02.2017

Entrar e sair no mesmo dia ! Acompanhar o fecho da Oi ! Mais vale ganhar ao dia que levar um grande tombo ! É a minha opinião !

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub