Mercados PIB dá prémio de 1,88% nos CTPM. Taxa sobe para 6,8%

PIB dá prémio de 1,88% nos CTPM. Taxa sobe para 6,8%

Quem tiver investido no lançamento dos CTPM irá receber uma taxa de juro bruta de 6,88%.
PIB dá prémio de 1,88% nos CTPM. Taxa sobe para 6,8%
Pedro Elias
Patrícia Abreu 31 de outubro de 2017 às 11:23

Os Certificados do Tesouro Poupança Mais (CTPM) foram lançados há precisamente quatro anos. E quem subscreveu este produto aquando do lançamento, a 31 de Outubro de 2013, vai receber um prémio de 1,88%, relacionado com o desempenho da economia. A taxa de juro sobe, assim, para 6,88%.


Os investidores que subscreveram CTPM em Outubro de 2013 vão receber pela primeira vez um prémio. Além da taxa base, estes produtos de poupança dão direito a um "juro" extra nos quarto e quinto ano, que depende da evolução do produto interno bruto (PIB).

E quem investiu há quatro anos irá receber, além da taxa base de 5%, um juro adicional de 1,88%. Ou seja, a remuneração bruta será de 6,88%, confirmou o IGCP.


O prémio corresponde a 80% do crescimento médio real do PIB, nos últimos quatro trimestres. Assim, para este período foi considerada a evolução registada entre o terceiro trimestre de 2016 e o segundo trimestre de 2017.


"Assim, para as subscrições realizadas em Outubro de 2013, o valor de 1,88% será acrescido à taxa de juro base do quarto ano (5,0%), fixando a taxa de remuneração bruta no quarto ano em 6,88%", adianta o IGCP.


Os CTPM foram lançados em 2013 com uma taxa de juro bruta média anual de 4,25%, que entretanto foi revista para 2,25% e, na última semana, foram substituídos por outro produto com uma taxa mais baixa. Ao contrário dos CTPM, que tinham um prazo de cinco anos, os Certificados do Tesouro Poupança Crescimento (CTPC) têm um período de sete anos e uma taxa média de 1,39%.




pub