Bolsa Portugal mantem três cotadas no índice STOXX EGS

Portugal mantem três cotadas no índice STOXX EGS

A Jerónimo Martins, EDP e Galp Energia continuam a integrar a carteira deste índice que visa distinguir as cotadas de maior dimensão que cumprem os requisitos na área do ambiente, responsabilidade social e governance.
Portugal mantem três cotadas no índice STOXX EGS
Miguel Baltazar
Nuno Carregueiro 18 de setembro de 2017 às 14:37

A STOXX Ltd anunciou esta segunda-feira, 18 de Setembro, que decidiu adicionar 107 cotadas ao seu índice STOXX Global ESG Leaders, que passa a ser representado por 404 constituintes.

 

Esta alteração, no âmbito da revisão anual do índice, não afecta nenhuma cotada portuguesa, pelo que o país continua assim a ser representado por três cotadas: Jerónimo Martins, EDP e Galp Energia.

 

Estas são as três maiores cotadas portuguesas e continuam assim a ser as representantes neste índice da STOXX que visa distinguir as cotadas de maior dimensão que cumprem os requisitos na área do ambiente, responsabilidade social e governance.

 

Num comunicado emitido hoje, a empresa do grupo Deutsche Boerse assinala que estas alterações na constituição dos seus índices são efectivas a partir de hoje, 18 de Setembro. Além das 107 entradas, há a assinalar 40 saídas.

 

A STOXX selecciona as empresas que integram os seus índices ESG com base nos critérios definidos pela Sustainalytics nos temas do ambiente, responsabilidade social e governance   

 

A integração de índices de acções é benéfico para as cotadas, uma vez que muitos investidores condicionam a sua política de investimento à composição de índices. A Jerónimo Martins, EDP e Galp Energia também integram o STOXX 600, um dos índices mais relevantes desta empresa do grupo Deutsche Boerse.

 




pub