Obrigações Portugal vai pagar menos em emissão a 5 e 8 anos

Portugal vai pagar menos em emissão a 5 e 8 anos

A emissão deverá beneficiar com a descida das taxas de juro em mercado secundário, face aos máximos de Fevereiro, mês da operação anterior.
Portugal vai pagar menos em emissão a 5 e 8 anos
Miguel Baltasar
Patrícia Abreu 12 de abril de 2017 às 07:00
O Tesouro português deverá pagar esta quarta-feira uma taxa de juro mais baixa para emitir dívida de longo prazo, num duplo leilão a cinco e oito anos. Portugal deverá pagar menos de 3,3% na emissão onde pretende arrecadar entre 1.000 milhões e 1.250 milhões de euros, a beneficiar da descida dos juros no mercado secundário nas últimas semanas.

A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) realiza esta manhã uma dupla emissão de dívida de longo prazo, cujos títulos têm maturidades em Outubro de 2022 e Outubro de 2025, naquela que é a primeira operação no segundo trimestre de 2017.

Os juros pagos nestas emissões deverão oscilar entre 2,1% e 3,3%. A linha com maturidade em Outubro de 2022 negociava esta terça-feira com uma "yield" de 2,171% em mercado secundário, enquanto uma obrigação com prazo em Outubro de 2015 apresentava uma taxa de juro implícita de 3,276%.

Estes valores são significativamente inferiores aos juros pagos na última colocação de dívida com prazos comparáveis, em Fevereiro deste ano. Na linha de OT a cinco anos, Portugal pagou um juro de 2,753%, tendo na mesma data emitido títulos com maturidade de sete anos, com um juro de 3,668%.



A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 1 semana

A Cristina faz o que tem que ir fazendo mas sabe que no final isto tem tudo para dar errado uma vez que a dívida não pára de crescer e a criação de valor por parte da economia portuguesa não tem condições para se tornar significativa no contexto do mundo moderno, tecnologicamente avançado e globalizado da actualidade.

comentários mais recentes
pertinaz Há 1 semana

OS DITADORES DE PACOTILHA QUE DESGOVERNAM PORTUGAL OBRIGAM ESTA SENHORA A DAR A CARA PELOS CRIMES LESAPÁTRIA QUE COMETEM !!!

VIVEMOS NUMA DITADURA PATROCINADA POR JORNALISTAS

Anónimo Há 1 semana

A Cristina faz o que tem que ir fazendo mas sabe que no final isto tem tudo para dar errado uma vez que a dívida não pára de crescer e a criação de valor por parte da economia portuguesa não tem condições para se tornar significativa no contexto do mundo moderno, tecnologicamente avançado e globalizado da actualidade.

TAG1 Há 1 semana

E é isto..
https://wn.nr/mYVA6w

pub
pub
pub
pub