Bolsa PSI-20 acompanha ganhos europeus com BCE a impulsionar bolsas

PSI-20 acompanha ganhos europeus com BCE a impulsionar bolsas

A bolsa de Lisboa acompanha os ganhos europeus num dia em que os investidores estão de olhos postos no Banco Central Europeu. Mercado antecipa que Draghi vai estender programa de compras por mais seis meses.
PSI-20 acompanha ganhos europeus com BCE a impulsionar bolsas
Bloomberg
Ana Laranjeiro 07 de dezembro de 2016 às 11:54

Nas praças da Europa, o optimismo reina entre os investidores e Lisboa não é excepção. As bolsas europeias têm vindo a subir animadas pela expectativa em torno do encontro de amanhã do Banco Central Europeu (BCE).

O consenso entre os analistas aponta para que o BCE prolongue o programa de compra de activos, mantendo o ritmo das compras em 80 mil milhões de euros por mês, em seis meses (de Março de 2017 para Setembro desse ano). E, para manter o ritmo de compras por mais tempo, a autoridade monetária tem de fazer alterações às regras do programa de forma a manter a capacidade de continuar as compras por mais tempo do que o inicialmente previsto.


O PSI-20 soma 0,75% para 4.522,09 pontos, com 16 empresas em terreno positivo e duas em queda. Atenas lidera os ganhos entre as congéneres europeias, subindo mais de 2%, seguida por Frankfurt, onde o DAX soma 1,49%. O índice de referência europeu, o Stoxx 600, aprecia 0,71%.


Em Lisboa, destaque para as acções do BCP e da Galp Energia. Os títulos do banco liderado por Nuno Amado disparam 4,20% para 1,24 euros. Já na sessão de ontem, o banco encerrou a subir mais de 5,5%. Os ganhos do banco ocorrem numa altura em que a instituição está no meio de um processo de recapitalização, com a entrada dos chineses da Fosun. Mas a subida recente está mais relacionada com factores externos, especialmente com a banca italiana.

O BPI aprecia 0,09% para 1,129 euros.


No sector energético, a Galp Energia soma 1,30% para 13,65 euros, numa altura em que os preços do petróleo estão a registar ganhos ligeiros nos mercados internacionais. O Brent do Mar do Norte, referência para Portugal, soma 0,17% para 54,02 dólares por barril. A REN cresce 0,23% para 2,575 euros.

Por outro lado, o grupo EDP está no vermelho. A casa-mãe desce 0,39% para 2,781 euros e a EDP Renováveis desvaloriza 0,32% para 5,955 euros.

A Jerónimo Martins valoriza 0,79% para 14,68 euros. A concorrente Sonae ganha 0,38% para 80 cêntimos.

A Nos aprecia 0,57% para 5,277 euros. O Haitong reviu em baixa o preço-alvo da Nos, de 8 euros para 7,6 euros. E reiterou a recomendação de compra. Para o Haitong, depois da Nos de ter reforçado os investimentos (capex) nos últimos anos para conquistar quota de mercado, e tendo conseguido atingir as metas antes do previsto, é agora momento para o "pay back" dos investimentos, ao nível dos resultados operacionais.

A Pharol dispara 6,90% para 18,6 cêntimos. No sector da pasta e do papel, a Navigator avança 1,03% para 3,029 euros, a Semapa ganha 1,30% para 12,455 euros e a Altri cresce 0,68% para 3,715 euros.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub