Bolsa PSI-20 acompanha ganhos europeus com Galp e Altri a subirem mais de 2%

PSI-20 acompanha ganhos europeus com Galp e Altri a subirem mais de 2%

O principal índice da bolsa de Lisboa terminou o dia em alta, impulsionado pelas valorizações superiores a 2% da Galp Energia e Altri. Entre as restantes congéneres europeias, o dia foi também de ganhos.
A carregar o vídeo ...
Ana Laranjeiro 16 de junho de 2017 às 16:45

A bolsa de Lisboa terminou a sessão desta sexta-feira, 16 de Junho, em alta. O PSI-20 subiu 0,23% para os 5.273,98 pontos, com nove cotadas em alta, oito em queda e duas inalteradas. Apesar deste comportamento, em termos semanais, o principal índice português recuou 0,47%, depois de na semana passada ter já desvalorizado 0,35%.

A subida da bolsa de Lisboa ocorre num dia em que a Fitch pode pronunciar-se sobre a notação financeira de Portugal. Esta sexta-feira fica ainda marcada pela aprovação do Ecofin da saída de Portugal do Procedimento por Défices Excessivos. E pelos dados do Banco de Portugal que indicam que o crescimento da actividade económica em Portugal, durante o mês de Maio, foi o mais forte desde Outubro de 2000.

Entre as restantes praças europeias, o sentimento é também de ganhos. Esta quinta-feira, os ministros das Finanças da Zona Euro (Eurogrupo) decidiram libertar uma tranche de 8,5 mil milhões de euros para a Grécia, no âmbito do actual programa de resgate. Esta decisão colocou um ponto final num impasse que existia em torno da capacidade de Atenas honrar os seus compromissos já em Julho.

Contudo, já esta sexta-feira a Espanha veio colocar em causa a libertação desse cheque. Madrid quer que seja resolvida a situação de três peritos acusados de má-fé, um deles espanhol, para permitir o desbloqueio desse dinheiro.


Na bolsa lisboeta, destaque para as acções da Galp Energia e da Altri.

A Galp Energia subiu 2,10% para 13,585 euros, acompanhando a tendência dos preços do petróleo nos mercados internacionais. O Brent do Mar do Norte, referência para Portugal, soma 0,53% para 47,17 dólares por barril.

Ainda neste sector, a EDP fechou o dia a ceder 0,29% para 3,047 euros, isto depois de ontem o banco de investimento Morgan Stanley ter cortado a recomendação e "target" da eléctrica após terem sido reveladas as investigações sobre alegada corrupção.

A EDP Renováveis subiu 0,43% para 7,03 euros. E a REN subiu 0,94% para 2,914 euros.

A Altri terminou o dia a subir 2,25% para 4,368 euros, beneficiando com a tendência de alta dos preços da pasta. A Navigator deslizou 0,10% para 3,90 euros e a Semapa recuou 0,35% para 17,025 euros.

Do lado dos ganhos esteve também o Montepio, que disparou 6,37% para 51,8 cêntimos. Na edição desta sexta-feira, o Negócios avança que o Montepio está obrigado a revelar futuro accionista.

O BCP cedeu 0,29% para 23,75 cêntimos.

A travar uma subida mais expressiva da praça nacional estiveram acções como as das Jerónimo Martins (que cederam 0,08% para 17,775 euros), da Sonae (que desvalorizaram 1,17% para 92,9 cêntimos) e dos CTT (que perderam 0,47% para 5,533 euros).


(Notícia actualizada pela última vez às 16:58)