Bolsa PSI-20 acompanha ganhos europeus com Galp e Altri a subirem mais de 2%

PSI-20 acompanha ganhos europeus com Galp e Altri a subirem mais de 2%

O principal índice da bolsa de Lisboa terminou o dia em alta, impulsionado pelas valorizações superiores a 2% da Galp Energia e Altri. Entre as restantes congéneres europeias, o dia foi também de ganhos.
A carregar o vídeo ...
Ana Laranjeiro 16 de junho de 2017 às 16:45

A bolsa de Lisboa terminou a sessão desta sexta-feira, 16 de Junho, em alta. O PSI-20 subiu 0,23% para os 5.273,98 pontos, com nove cotadas em alta, oito em queda e duas inalteradas. Apesar deste comportamento, em termos semanais, o principal índice português recuou 0,47%, depois de na semana passada ter já desvalorizado 0,35%.

A subida da bolsa de Lisboa ocorre num dia em que a Fitch pode pronunciar-se sobre a notação financeira de Portugal. Esta sexta-feira fica ainda marcada pela aprovação do Ecofin da saída de Portugal do Procedimento por Défices Excessivos. E pelos dados do Banco de Portugal que indicam que o crescimento da actividade económica em Portugal, durante o mês de Maio, foi o mais forte desde Outubro de 2000.

Entre as restantes praças europeias, o sentimento é também de ganhos. Esta quinta-feira, os ministros das Finanças da Zona Euro (Eurogrupo) decidiram libertar uma tranche de 8,5 mil milhões de euros para a Grécia, no âmbito do actual programa de resgate. Esta decisão colocou um ponto final num impasse que existia em torno da capacidade de Atenas honrar os seus compromissos já em Julho.

Contudo, já esta sexta-feira a Espanha veio colocar em causa a libertação desse cheque. Madrid quer que seja resolvida a situação de três peritos acusados de má-fé, um deles espanhol, para permitir o desbloqueio desse dinheiro.


Na bolsa lisboeta, destaque para as acções da Galp Energia e da Altri.

A Galp Energia subiu 2,10% para 13,585 euros, acompanhando a tendência dos preços do petróleo nos mercados internacionais. O Brent do Mar do Norte, referência para Portugal, soma 0,53% para 47,17 dólares por barril.

Ainda neste sector, a EDP fechou o dia a ceder 0,29% para 3,047 euros, isto depois de ontem o banco de investimento Morgan Stanley ter cortado a recomendação e "target" da eléctrica após terem sido reveladas as investigações sobre alegada corrupção.

A EDP Renováveis subiu 0,43% para 7,03 euros. E a REN subiu 0,94% para 2,914 euros.

A Altri terminou o dia a subir 2,25% para 4,368 euros, beneficiando com a tendência de alta dos preços da pasta. A Navigator deslizou 0,10% para 3,90 euros e a Semapa recuou 0,35% para 17,025 euros.

Do lado dos ganhos esteve também o Montepio, que disparou 6,37% para 51,8 cêntimos. Na edição desta sexta-feira, o Negócios avança que o Montepio está obrigado a revelar futuro accionista.

O BCP cedeu 0,29% para 23,75 cêntimos.

A travar uma subida mais expressiva da praça nacional estiveram acções como as das Jerónimo Martins (que cederam 0,08% para 17,775 euros), da Sonae (que desvalorizaram 1,17% para 92,9 cêntimos) e dos CTT (que perderam 0,47% para 5,533 euros).


(Notícia actualizada pela última vez às 16:58)




A sua opinião30
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Curoka 17.06.2017

grande amigo Criador de Touros pareces um doutor a escrever
eu também sou doutor mas das ações
eu percebo muito disto, adoro o intraday, ontem de manhãzinha aqui o zézé entrei com duas bazucas
BN

comentários mais recentes
da Boina 17.06.2017

Criador de Touros meu ganda amigo
depois de estares tanto anos agarrado ao teu bcp, numa altura destas que se fala numa guerra mundial nuclear, não seria melhor antes de tomares calmantes e estares agarrado ao bcp, venderes essa porcaria, e gozares a vida enquanto cá andas?
um dia destes vendes essa porcaria e começa a guerra no dia a seguir...
vende essa porcaria agora e deixa de sofrer
não venhas aqui com historias da carochinha do teu bcp que nada resolve
goza mas é a vida e não ligues ao dinheiro que perdes-te
quando vier os dividendos do bcp, já veio a guerra nuclear
e tu ótario andaras a cozer que nem uma mula, sem gozares a vida enquanto tens esse amor
amor é com cona
deves estar tão atrofiado da tua cabeça, que deves pensar no teu bcp de minuto a minuto....
diz lá se não é verdade ou mentira rapaz.
goza a vida..

Criador de Touros 17.06.2017

Relembro o que o BCP disse imediatamente antes deste último AC.É traçado um objetivo para o ROE (rentabilidade dos capitais própios) de cerca de 10% em 2018 numa base de equity reforçada (com CET1 fully implemented de 11%) e “o potencial regresso ao pagamento de dividendos; objetivo para pay-out ratio de =40% em 2018, sujeito a requisitos regulamentares”, diz o documento. O BCP prevê conseguir distribuir dividendos em 2019, referente a lucros de 2018. O BCP pretende assim voltar a pagar dividendos e o objetivo passa por distribuir pelo menos 40% dos lucros.

Curoka 17.06.2017

grande amigo Criador de Touros pareces um doutor a escrever
eu também sou doutor mas das ações
eu percebo muito disto, adoro o intraday, ontem de manhãzinha aqui o zézé entrei com duas bazucas
BN

Anónimo 17.06.2017

Alguém se abasteceu forte em SONAE e alguém ensonado vendeu!!!

ver mais comentários