Bolsa PSI-20 acompanha perdas da Europa pressionado pelo BCP e Galp

PSI-20 acompanha perdas da Europa pressionado pelo BCP e Galp

A bolsa nacional está em terreno negativo, acompanhando a evolução das principais praças europeias, que descem de máximos de Janeiro. O sector da banca está mais uma vez em destaque.
PSI-20 acompanha perdas da Europa pressionado pelo BCP e Galp
Bruno Simão/Negócios
Rita Faria 21 de dezembro de 2016 às 12:26

A bolsa nacional segue em terreno negativo esta quarta-feira, 21 de Dezembro, com o PSI-20 a descer 0,46% para 4.636,87 pontos. O BCP e a Galp Energia são as empresas que mais penalizam o índice, numa altura em que 11 cotadas estão em queda, seis em alta e uma inalterada.

Na Europa, os principais índices também negoceiam no vermelho, num dia em que a banca está mais uma vez em destaque. Em Espanha, o sector está a ser penalizado pela decisão da justiça europeia de obrigar os bancos a compensar os clientes que foram impedidos de beneficiar da descida da Euribor, devido às chamadas cláusulas "suelo" nos seus contratos de crédito à habitação. O Sabadell perde mais de 3%, enquanto o Banco Popular afunda mais de 7%.

Já em Itália, as acções do Monte dei Paschi foram suspensas após uma descida superior a 16%, na sequência do alerta feito pelo banco sobre a sua situação de liquidez.

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, desce 0,33% para 360,13 pontos, depois de ter encerrado ontem no valor mais alto desde 4 de Janeiro.

No plano nacional, o BCP acompanha a tendência do sector, com uma desvalorização de 1,75% para 1,12 euros. Esta evolução acontece depois da subida de 1,5% registada na sessão de ontem, um dia depois de a assembleia-geral ter aprovado o aumento do limite de votos para 30%, abrindo a porta ao reforço da posição da Fosun no banco português.

Ainda na banca, o BPI ganha 0,09% para 1,128 euros e o fundo do Montepio negoceia inalterado em 42,3 cêntimos.

A penalizar o PSI-20 estão ainda a Galp Energia, a Jerónimo Martins, os CTT e a Nos.

A petrolífera recua 0,67% para 14,06 euros, numa altura em que o petróleo avança cerca de 0,5% nos mercados internacionais. No restante sector, a EDP cai 0,41% para 2,888 euros e a EDP Renováveis ganha 0,14% para 5,882 euros.

A Jerónimo Martins perde 0,69% para 14,455 euros, a Nos desliza 0,48% para 5,598 euros e os CTT descem 1,05% para 6,319 euros.   


A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
investidor 21.12.2016

BCP, AFINAL QUANTO E QUE OS CHINOCAS COMPRADAM por cada acao do BCP NAO FOI 0.1048,Euroz, ENTAO CHORAR PARA QUE? todos sabiam,que a cotacao nao sai daqui,

Anónimo 21.12.2016

Nem de proposito,agora que estamos perto do natal, o psi 20 continua como de costume a caír,coitados dos portugueses se estavam a espera que o bcp subisse, enganaram-se redondamente,sem dnheiro para o bacalhau ou o PERU, o bcp mandou os tugas levar no CU !!!!. BREVEMENTE NOS DOIS DIGITOS

pub