Bolsa PSI-20 cai mais de 1% no início da sessão para mínimos do arranque do ano

PSI-20 cai mais de 1% no início da sessão para mínimos do arranque do ano

A bolsa nacional está a cair pela sexta sessão consecutiva, a acompanhar as descidas registadas na Europa. A maioria das cotadas segue com sinal vermelho, colocando o PSI-20 em mínimos de mais de um mês.
A carregar o vídeo ...
Rita Faria 05 de fevereiro de 2018 às 08:16

A bolsa nacional está a negociar no vermelho esta segunda-feira, 5 de Fevereiro, pela sexta sessão consecutiva, com o PSI-20 a deslizar 1,06% para 5.458,19 pontos – o valor mais baixo desde o dia 2 de Janeiro. Das 18 empresas que formam o principal índice nacional, 12 estão em queda, três em alta e três inalteradas.

 

Na Europa, os principais índices também estão a perder mais de 1%, depois das fortes descidas registadas na sessão asiática, e em Wall Street, na sexta-feira, um movimento que estará relacionado com a subida das "yields" das obrigações.

 

Em Lisboa, o BCP e a Galp Energia são as cotadas que mais contribuem para a desvalorização do PSI-20. O banco liderado por Nuno Amado cai 1,91% para 29,84 cêntimos, enquanto a petrolífera desliza 1,08% para 15,10 euros, depois de ter revelado esta manhã que a sua produção de petróleo aumentou 7% nos últimos três meses de 2017, ao passo que a área de refinação e distribuição registou decréscimos.

 

Ainda na energia, a EDP cai 0,54% para 2,762 euros, a EDP Renováveis desvaloriza 0,14% para 7,06 euros e a REN perde 0,16% para 2,474 euros.

 

A penalizar estão ainda as cotadas do sector do retalho e da pasta e papel. A Sonae perde 1,36% para 1,231 euros e a Jerónimo Martins recua 0,71% para 16,745 euros.

 

No sector da pasta e do papel destacam-se a Altri, a cair 1,5% para 4,59 euros, e a Navigator, a recuar 1,93% para 4,262 euros.

 

Do lado das subidas estão apenas a Pharol, a Novabase e a Sonae Capital.  




Saber mais e Alertas
pub