Bolsa PSI-20 cai pela terceira sessão com BCP e Pharol a penalizar

PSI-20 cai pela terceira sessão com BCP e Pharol a penalizar

A bolsa nacional acompanha a tendência negativa das principais praças europeias, com a maioria das cotadas no vermelho. A descer 3%, a Pharol é a que mais perde.
A carregar o vídeo ...
Rita Faria 22 de dezembro de 2017 às 08:19

A bolsa nacional está a negociar em queda esta sexta-feira, 22 de Dezembro, pela terceira sessão consecutiva, com o PSI-20 a descer 0,18% para 5.386,93 pontos. Das 18 cotadas que formam o principal índice nacional, 12 estão em queda, três em alta e três inalteradas.

Na Europa, os principais índices também seguem em terreno negativo, um dia depois de as eleições na Catalunha terem dado maioria aos independentistas, apesar da vitória de Inés Arrimadas, do Cidadãos. O espanhol IBEX desce 1,5%.

Em Lisboa, o BCP e a Pharol são as cotadas que mais penalizam o PSI-20. O banco liderado por Nuno Amado desce 0,59% para 26,89 cêntimos, no dia em que o Negócios noticia que o BCP deixou de ser prioritário para a Sonangol e para o Estado angolano. A petrolífera não exerceu a possibilidade de superar os 20% no banco nacional no prazo em que estava autorizada nem pediu uma nova luz verde para fazê-lo. 

Já a Pharol desvaloriza 3% para 25,9 cêntimos, depois de Luís Palha da Silva ter admitido utilizar "os meios legais ao seu alcance" por causa do plano de recuperação da Oi, aprovado em assembleia-geral e que diz ainda não ter tido acesso formalmente.

A contribuir para a tendência negativa do PSI-20 estão também os CTT, a EDP e a Nos. Depois das fortes subidas na sequência do anúncio do plano de reestruturação, os títulos da empresa de correios recuam 0,81% para 3,572 euros. A EDP cai 0,07% para 2,862 euros e a Nos desce 0,13% para 5,493 euros.

Em alta, pelo contrário, seguem apenas a Jerónimo Martins, a EDP Renováveis e a Sonae. A retalhista liderada por Pedro Soares dos Santos ganha 0,57% para 15,955 euros, enquanto a sua congénere do sector, a Sonae, soma 0,26% para 1,167 euros. A EDP Renováveis valoriza 0,28% para 6,739 euros. 




A sua opinião18
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Raio de Bolsa Há 4 semanas

Este Natal, a Bolsa não dá presentes a ninguém ! Em Portugal, claro, que no resto da Europa e EUA principalmente, todos encheram os bolsos ! Até a Grécia esteve MUITO melhor que Portugal !!! Enfim...esquerda a governar...bolsa a afundar ! Se não subimos qdo todos sobem, então qdo eles descerem...

Re: MOTA ENGIL nada de anormal Há 4 semanas

Obrigado pela informação! Obviamente vou manter as minhas ações Mota Engil! Pelo menos até dividendos ficam, ou até eventualmente continuarão! Excelente titulo, não haja duvidas!

DR BCP : DIGA 0.33 Há 4 semanas







É já dentro de 15 dias e MAIS não posso dizer SENÃO sou FUZILADO

Anónimo Há 4 semanas

Aqui o carteiro já está a amontoar CTT a bom preço !!!!!!!!!!!carta assinada, selada e entregue !!!!!!!

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub