Bolsa PSI-20 desce quase 3% na maior queda desde o Brexit

PSI-20 desce quase 3% na maior queda desde o Brexit

A bolsa de Lisboa, tal como as restantes praças europeias, arrancou a sessão em forte queda. Os receios em torno da inflação nos Estados Unidos – e as consequências que isso pode gerar na política monetária – continuam a dominar as atenções dos investidores.
A carregar o vídeo ...
Ana Laranjeiro 06 de fevereiro de 2018 às 08:17

A manhã está a ser negra nas praças europeias e Lisboa não é excepção. O PSI-20 desvaloriza 2,89% para 5.248,92 pontos, o que representa a maior descida desde o Brexit – 24 de Junho de 2016 – e está em mínimos de Novembro do ano passado.

Nos Estados Unidos, Wall Street sofreu a queda mais violenta desde 2011 perdendo mais de 1 bilião de dólares no dia da queda recorde de mais de mil pontos do Dow Jones. Esta terça-feira, na Ásia, o dia já tinha sido negro, com as praças japonesas a tombar mais de 4%. Na Europa, as quedas são também avultadas, tendo o índice de referência arrancado a sessão a tombar 2,8% - igualmente a maior queda desde Junho de 2016.

Os receios dos investidores em relação à inflação nos Estados Unidos continuam a penalizar as bolsas pelo mundo. O mercado teme que uma subida do índice de preços no consumidor leve a uma subida mais célere dos juros por parte da autoridade monetária norte-americana (Fed).

Com 17 cotadas em queda, a desvalorização mais profunda entre as empresas que compõem o índice é a da Mota-Engil, estando a construtora a desvalorizar 7,64% para 3,445 euros.

A Navigator recua 5,36% para 3,99 euros. Ainda neste sector, a Semapa cai 2,47% para 17,36 euros e a Altri desvaloriza 2,84% para 4,445 euros.


No retalho, a Sonae tomba 4,25% para 1,172 euros e a Jerónimo Martins desce 1,55% para 16,50 euros.

O BCP resvala 3,11% para 28,94 cêntimos

A Galp Energia cai 2,18% para 14,60 euros - em linha com os preços do petróleo nos mercados internacionais. O Brent do Mar do Norte, referência para Portugal, desce 0,78% para 67,09 dólares por barril.

A EDP cai 1,59% para 2,653 euros e a EDP Renováveis recua 1% para 6,90 euros. A REN desce 2,28% para 2,396 euros.

A Nos perde 3,27% para 4,996 euros. E a Pharol desce 3,83% para 17,6 cêntimos.

(Notícia actualizada pela última vez às 8:25)




Saber mais e Alertas
pub