Bolsa Nos em mínimos de dois anos pressiona PSI-20

Nos em mínimos de dois anos pressiona PSI-20

A bolsa nacional fechou em baixa, a acompanhar a tendência das restantes praças mundiais, penalizada sobretudo pela Nos e pelo BCP.
A carregar o vídeo ...
Carla Pedro 02 de dezembro de 2016 às 16:52

O PSI-20 encerrou a sessão desta sexta-feira a cair 0,99% para 4.392,12 pontos, com 16 cotadas em baixa e duas em alta.

 

O índice de referência nacional acompanhou assim o movimento baixista que se verifica na generalidade do Velho Continente, numa altura em que a incerteza em torno do referendo em Itália no próximo domingo apela à prudência dos investidores.

 

O referendo visa aprovar a reforma constitucional proposta pelo primeiro-ministro Matteo Renzi. Se esta reforma for rejeitada, os analistas apontam para que as obrigações italianas e os títulos dos seus bancos sejam alvo de grande volatilidade – além da instabilidade política que daí advirá, uma vez que Renzi avisou que se demitirá se o "não" ganhar. Se houver uma vitória do "não", como apontam as sondagens, irá desencadear-se uma crise política (o que até poderá acontecer com um "sim") que poderá levar a eleições antecipadas.

 

Curiosamente, a bolsa italiana foi uma das poucas a conseguir negociar hoje em terreno positivo, a par com Atenas.

 

Por cá, o BCP foi dos títulos que mais penalizou, depois de ter aberto a sessão no verde. O banco liderado por Nuno Amado cedeu 2,13% para 1,1578 euros. 

No resto da banca, a tendência foi igualmente negativa: o BPI recuou 0,18% para 1,126 euros e o Montepio resvalou 0,23% para se fixar nos 0,43 euros.

 

A Nos foi outro dos títulos que mais castigou esta sexta-feira a praça lisboeta. A operadora liderada por Miguel Almeida fechou a cair 2,50% para 5,185 euros, depois de na negociação intradiária ter chegado a negociar em mínimos de quase dois anos. Com efeito, chegou a tocar nos 5,183 euros – o valor mais baixo desde 13 de Janeiro de 2015.

Outra das cotadas que contribuiu para o mau desempenho do índice de referência nacional foi a Jerónimo Martins. A retalhista dona do Pingo Doce encerrou a perder 1,07% para 14,35 euros. No mesmo sector, a Sonae desvalorizou 1,28% para se estabelecer nos 0,77 euros.

 

No sector da pasta e papel, foi também evidente o movimento de quebra. A Semapa recuou 2,20% para 12,01 euros, a Altri perdeu 2,96% para 3,57 euros e a Navigator (ex-Portucel) depreciou-se em 1,31% para 2,944 euros.

 

Também a Mota-Engil registou perdas mais acentuadas, ao cair 3,01% para 1,515 euros.

 

Na energia, a tendência foi igualmente vermelha. A Galp resvalou 0,27% para 13,06 euros, apesar de os preços do petróleo continuarem a subir nos mercados internacionais, motivados pelo corte de produção da OPEP a partir de Janeiro.

 

Já a EDP e a sua subsidiária para as renováveis cederam 0,7% para 2,697 euros e 0,34% para 5,91 euros. A REN, por seu lado, registou um decréscimo de 0,63% para 2,523 euros.

 

As únicas duas cotadas que hoje escaparam às quedas foram a Pharol, que somou 0,60% para 0,168 euros, e a Sonae Capital, que fechou em alta de 0,14% para 0,707 euros.


(notícia actualizada às 17:15)




A sua opinião12
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Curoka 04.12.2016

Pessoal que tem ações preparem-se que vem um mini ou médio crach. Vamos ver se os juros de Portugal a 10 anos não vão disparar e Portugal terá de pedir ajuda ao FMI. o fim do euro também podera estar para breve, e voltarmos ao escudo.BN

Curoka 03.12.2016

Na segunda-feira quando a Navigator estiver a perder 5% ou 6% vou pensar em entrar, mais para o final da tardinha. Eu adoro o intraday. Se não vou aguentar mais uns dias porque a Navigator deverá descer mais com as crises Italiana e Austríaca. Eu sou um grande aproveitador. Vou encher o tanque.BN

AB 02.12.2016

Segunda não vendam Navigator, não faz sentido, aguentem firme independentemente do que acontecer, embora podendo baixar e muito, tal como as demais cotadas. Estou curioso de ver o comportamento de SONAE, J. Martins e Corticeira Amorim!

Anónimo 02.12.2016

A NOS é uma autêntica fraude... é só publicidade enganosa! Dúvidas? É só baixar a aplicação da DECO PROTESTE "QualRede" e tirarem todas as dúvisas... para alguns que andam por aí a dizer bem da NOS não sabem nada das outras operadoras. Façam o teste e depois falem...

ver mais comentários
pub