Bolsa PSI-20 em alta partilha ânimo europeu

PSI-20 em alta partilha ânimo europeu

A bolsa portuguesa continua a negociar em alta e partilha do sentimento registado pelas principais praças europeias. Os sinais da recuperação económica mundial e subida das matérias-primas alimentam acções europeias.
PSI-20 em alta partilha ânimo europeu
Bloomberg
Ana Laranjeiro 22 de agosto de 2017 às 11:59

A bolsa de Lisboa mantém-se em alta, recuperando das quedas recentes. Uma evolução que é, de resto, replicada pelos principais índices do Velho Continente. O PSI-20 sobe 0,23% para 5.178,58 pontos, com nove cotadas em queda, sete em alta e três inalteradas.

Entre as restantes congéneres, o verde é a cor dominante, com o Stoxx 600, índice de referência, a subir 0,56%. O sector dos recursos básicos e o sector químico são os que mais sobem no continente europeu. Este comportamento das acções europeias pode estar a ser impulsionado pelos sinais em torno da recuperação do crescimento económico mundial e à subida das matérias-primas, de acordo com a Reuters. O petróleo é um desses casos. Por esta altura, o Brent do Mar do Norte, referência para o mercado português, ganha 0,62% para 51,98 dólares por barril.


Os ganhos na Europa podem também estar relacionados com uma diminuição dos receios dos investidores em torno de questões geopolíticas internacionais. Depois de na semana passada ter dispensado um dos seus conselheiros, Donald Trump, presidente dos EUA, anunciou nas últimas horas a estratégia norte-americana para o Afeganistão, "a guerra mais longa da história norte-americana", que prevê o envio de mais soldados e uma pressão acrescida sobre o Paquistão para deixar de abrigar "terroristas".


Em Lisboa, destaque para as acções do BCP, Jerónimo Martins e sector energético. Os títulos do banco liderado por Nuno Amado sobem 0,79% para 23,03 cêntimos. O Montepio segue inalterado nos 99,2 cêntimos.


No retalho, a Jerónimo Martins ganha 0,36% para 16,515 euros. E a Sonae, por outro lado, desliza 0,10% para 95,4 cêntimos.


No sector energético, a EDP ganha 0,66% para 3,206 euros e a EDP Renováveis aprecia 0,10% para 6,855 euros. A Galp Energia valoriza 0,22% para 13,90 euros e a REN cede 0,07% para 2,793 euros.

A Pharol sobe 1,24% para 32,6 cêntimos. A Nos desce 0,33% para 5,373 euros.

No sector da pasta e do papel, o sentimento é negativo. A Altri desce 0,21% para 3,721 euros. A Semapa recua 0,25% para 15,75 euros e a Navigator perde 0,33% para 3,645 euros.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 22.08.2017

Porque será que a única acção a descer é o BCP?

g 22.08.2017

bcp o grande cancro da bolsa lá continua a sua saga descendente a caminho da falência,pela sexta sessão consecutiva é só vermelho,n.amado a maior aberração da banca em 5 anos fez 7 a.capital e triturou aos acionistas mais de 7 mil milhões de euros,pq preparou as ações à medida dos shortas/chinoca

pub