Bolsa PSI-20 em máximos de mês e meio apoiado pelo BCP e EDP Renováveis

PSI-20 em máximos de mês e meio apoiado pelo BCP e EDP Renováveis

A bolsa lisboeta subiu pelo segundo dia para o valor mais alto desde 3 de Novembro, apoiada pelas subidas conseguidas pelo BCP, pela EDP Renováveis, que conseguiu a melhor série de ganhos desde Setembro, e pela valorização da Navigator que tocou em máximos de 6 de Novembro.
A carregar o vídeo ...
David Santiago 18 de dezembro de 2017 às 16:44

O PSI-20 fechou a sessão desta segunda-feira, 18 de Dezembro, a ganhar 0,80% para 5.428,89 pontos, com 14 cotadas em alta, três em queda e uma inalterada, no segundo dia seguido em que o principal índice nacional transaccionou em terreno positivo, com a bolsa lisboeta a tocar mesmo no valor mais alto desde 3 de Novembro.

 

O optimismo verificado em Lisboa também predominou nas principais praças europeias, com o índice de referência europeu Stoxx 600 a interromper um ciclo de três sessões em queda para atingir máximos de 9 de Novembro. Apesar dos ganhos generalizados, foram os sectores dos serviços, automóvel e do imobiliário aqueles que mais impulsionaram os ganhos na Europa.

 

No plano nacional, a nota de maior destaque vai para o BCP, que somou 0,87% para 0,2653 euros. Também em alta esteve a EDP Renováveis que avançou 2,29% para 6,865 euros, no quinto dia consecutivo de ganhos para a empresa liderada por Manso Neto que assim atingiu a melhor série de valorizações (cinco) desde Setembro.

 

Nota também para a Navigator que apreciou 1,92% para 4,417 euros, tendo tocado durante a sessão em máximos de 6 de Novembro, bem como para a Galp Energia que subiu 0,81% para 15,625 euros. Ainda na energia, a EDP cresceu ténues 0,07% para 2,93 euros depois de confirmada a descida da factura da luz pela primeira vez em 18 anos, com a devolução de dinheiro pelas eléctricas que o Governo acusa de passar custos aos consumidores.

 

Em destaque estiveram ainda a Semapa e a Sonae. A Semapa cresceu 2,56% para 18,205 euros num dia em que ao negociar nos 18,35 euros por acção estabeleceu um novo máximo de sempre. Já a Sonae ganhou 0,52% para 1,169 euros, tendo estado em máximos de 20 de Agosto de 2015 ao tocar nos 1,185 euros. 

Forte subida para os CTT que somaram 4,09% para 3,414 euros no dia em que os correios nacionais concluíram a venda da antiga sede num negócio que assegurou uma mais-valia de 16 milhões de euros para a cotada.

 

A Pharol cresceu 1,49% para 0,273 euros depois de na sexta-feira passada ter comunicado à CMVM a oposição à mais recente versão do plano de recuperação judicial da operadora de telecomunicações brasileira Oi, detida em mais de 20% pela antiga PT SGPS.

 

Em sentido inverso, a queda mais relevante foi registada pela Jerónimo Martins que perdeu 0,87% para 15,905 euros.

 

Fora do PSI,20, o destaque do dia coube à Soares da Costa cujos títulos dispararam 18,75% para 0,057 euros após ter sido conhecida no final da aprovação do novo plano de revitalização da construtora, apresentado em Novembro, com 79,5% dos votos a favor e 16,1% contra. 

(Notícia actualizada às 16:49)




A sua opinião34
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado 0,2653/0,2375 -1 = 11,7%. Estou no verde!!!!!!!!!! Há 4 semanas

Foram muitos anos a investir no BCP, muitas idas a Assembleias Gerais, muitos Aumentos de Capital, muita análise aos resultados trimestrais e aos planos de negócio. Teria sido mais fácil (mas errado, sabemos agora) sair antes do ultimo AC deste ano, mas confiei na liderança do Dr. Nuno Amado. Estou com um preço médio de 0,2375€ e desde há algum tempo que estou no verde e a ganhar. E pensar que estive a perder 80%! QUe grande recuperação. Hoje, mais uma subida. Vamos fazendo o nosso caminho de forma sustentada e segura. Talvez venda parte antes do Natal para encaixar uma mais-valia e ajudar a familia, mas o resto fica para 2018. Grande BCP! Obrigado Dr. Nuno Amado. Um acionista reconhecido

comentários mais recentes
Anónimo Há 4 semanas

A Pharol é um claro exercício de adivinhação...

MOTA BULL, BULL, Há 4 semanas

Meus amigos , a melhor cotada do ps-20 e a Mota Engil, esperem mais uns diasl

Anónimo Há 4 semanas

Pharol... comentários... expectativas... cada qual acredita no que quer... minha santa mãe!

A Pharol é uma grande empresa. E a Oi também Há 4 semanas

Tanto comentário aqui sobre o BCP (que não percebo a excitação, só porque sobe) e ninguem falar da melhor empresa do PSI20: a Pharol e o seu grande ativo: a Oi. Pois a Oi está muito bem: cai só 7% e afinal ainda não faliu, ao contrário do que diziam as más-linguas por aqui. Se tudo correr bem amanhã vou conseguir comprar mais acções da Pharol e assim continuar a baixar o meu preço médio. O meu grande objectivo é continuar a comprar cada vez que o preço baixar. Para já é o que tem acontecido e estou contente. Não percebo porque não há mais pessoas a comprar Pharol, visto que se consegue comprar cada vez mais barato e assim baixar o preço médio cada vez mais, que segundo me disseram pessoas entendidas é uma coisa boa e dá depois para ganhar muito dinheiro com isto.

ver mais comentários