Bolsa PSI-20 em queda pela terceira sessão com energia e Nos a penalizar

PSI-20 em queda pela terceira sessão com energia e Nos a penalizar

A bolsa nacional está no vermelho pela terceira sessão consecutiva, contrariando o sentimento positivo dos índices europeus, numa manhã marcada por muitas novidades no sector bancário.
A carregar o vídeo ...
Rita Faria 23 de dezembro de 2016 às 08:14

A bolsa nacional está a negociar em queda pela terceira sessão consecutiva esta sexta-feira, 23 de Dezembro, com o PSI-20 a descer 0,09% para 4.608,55 pontos. Das 18 cotadas que formam o principal índice nacional, oito estão a descer, seis a subir e quatro inalteradas.

Lisboa está, desta forma, a contrariar a tendência positiva dos principais índices europeus num arranque de sessão marcado por muitas novidades no sector bancário.

O italiano Monte dei Paschi, que tem estado no centro das atenções, anunciou ontem que falhou o plano de recapitalização de cinco mil milhões de euros, tendo pedido ao Governo um aumento de capital "cautelar". Para esse efeito, o Governo aprovou em conselho de ministros o decreto que vai possibilitar a ajuda ao sector, que também já teve luz verde do parlamento e de Bruxelas.

Na Alemanha, o Deutsche Bank anunciou que já chegou a um acordo com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos para encerrar um processo ligado aos créditos imobiliários de baixa qualidade ('subprime'), que provocaram a crise de 2008. O banco vai pagar 7,2 mil milhões de dólares: uma multa civil de 3,1 mil milhões de dólares (cerca de 2,96 mil milhões de euros) e 4,1 mil milhões de dólares (cerca de 3,92 mil milhões de euros) em compensações aos consumidores.

Também o Credit Suisse aceitou pagar 5,3 mil milhões de dólares para fechar a investigação das autoridades norte-americanas ao negócio de mortgage-backed securities (títulos relacionadas com crédito hipotecário).

O banco suíço vai pagar 2,48 mil milhões de dólares numa multa civil, que terá como destino as autoridades norte-americanas, mais 2,8 mil milhões de euros para compensar os titulares das habitações e as comunidades que foram castigados pela queda abrupta dos preços das casas.

No plano nacional, a Nos e as cotadas da energia são as que mais penalizam o PSI-20. A operadora liderada por Miguel Almeida cai 0,42% para 5,494 euros, a EDP desce 0,24% para 2,86 euros e a EDP Renováveis recua 0,41% para 5,861 euros. A Galp Energia, por seu lado, desvaloriza 0,14% para 14,00 euros, numa altura em que o petróleo também está com sinal vermelho nos mercados internacionais.

A tónica é ainda negativa no sector do retalho, com a Jerónimo Martins a perder 0,17% para 14,455 euros e a Sonae a deslizar 0,46% para 87 cêntimos.    

Por outro lado, a evitar maiores descidas do índice nacional está, sobretudo, o BCP, que ganha 0,58% para 1,0905 euros, depois de ter desvalorizado mais de 2% em cada uma das duas últimas sessões. 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
mendes 23.12.2016

ENTREI NA NAVIGATOR, A ALTURA IDEAL PARA ENTRAR EM BOLSA, BONS NEGOCIOS E BOM NATAL

pub