Bolsa PSI-20 fecha semana no vermelho com EDP a perder quase 3%

PSI-20 fecha semana no vermelho com EDP a perder quase 3%

A bolsa nacional acompanhou o pessimismo das principais praças europeias, numa sessão marcada pelos receios em torno da Catalunha e a forte descida do sector da energia.
A carregar o vídeo ...
Rita Faria 06 de outubro de 2017 às 16:44

A bolsa nacional encerrou em queda esta sexta-feira, 6 de Outubro, com o PSI-20 a recuar 0,60% para 5.395,27 pontos. Das 18 cotadas que formam o principal índice nacional, 11 encerraram com sinal vermelho e sete a subir.

Lisboa acompanhou, desta forma, o sentimento negativo das principais praças europeias, numa altura em que os investidores continuam a olhar com apreensão para a situação da Catalunha. O governo espanhol aprovou esta sexta-feira um decreto para facilitar a transferência da sede das empresas, o que vai acelerar a saída de muitas companhias daquela região.

Por outro lado, o alívio dos receios em relação ao impacto do furacão Nate na produção de petróleo está a provocar uma forte descida dos preços da matéria-prima e quedas generalizadas nas empresas do sector da energia.

Em Lisboa, foram precisamente as empresas do sector da energia que mais penalizaram o PSI-20, com destaque para a EDP, que desvalorizou 2,74% para 3,015 euros, depois de ter chegado a cair um máximo de 3,13% para 3,003 euros, o valor mais baixo desde 1 de Agosto.

As acções estiveram a reflectir a decisão do Credit Suisse, que cortou o preço-alvo para os títulos de 3,10 euros para 2,70 euros, e a recomendação de "neutral" para "underperform".

Ainda na energia, a EDP Renováveis perdeu 1,01% para 7,086 euros, a REN recuou 0,18% para 2,726 euros e a Galp Energia desvalorizou 1,28% para 15,00 euros. 

A contribuir para a descida do PSI-20 estiveram ainda a Semapa, a Navigator, a Sonae e o BCP. A Semapa caiu 1,92% para 16,085 euros e a Navigator desceu 0,79% para 4,256 euros. O BCP, por seu lado, recuou 0,29% para 24,42 euros e a Sonae desvalorizou 0,87% para 1,023 euros.