Bolsa PSI-20 inverte para os ganhos com Altri em novos máximos

PSI-20 inverte para os ganhos com Altri em novos máximos

A bolsa nacional acompanha a tendência positiva dos principais índices europeus, animada pelo BCP e pela Atri, que atingiu um novo recorde.
PSI-20 inverte para os ganhos com Altri em novos máximos
Miguel Baltazar/Negócios
Rita Faria 20 de outubro de 2017 às 09:47

Depois de ter iniciado a sessão com sinal vermelho, a bolsa nacional já inverteu para o lado dos ganhos, impulsionada pelo BCP e pela Altri, que negoceia num novo recorde. Nesta altura, o PSI-20 ganha 0,28% para 5.475,88 pontos, com 11 cotadas em alta, seis em queda e uma inalterada.

Na Europa, os principais índices também seguem em terreno positivo, impulsionados pelos resultados melhores do que o esperado de empresas como a Volvo e a Ericsson, e pelas expectativas em torno da redução dos impostos nos Estados Unidos.

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, sobe 0,24% para 390,04 pontos, depois de ter registado ontem a maior queda desde o final de Agosto.

Em Lisboa, a Altri valoriza 2,97% para 5,54 euros – um novo máximo histórico – enquanto o BCP sobe 1,01% para 25,95 cêntimos, depois de ter sido revelado ontem que o Norges Bank deixou de ter participação qualificada na instituição liderada por Nuno Amado. No dia 16 de Outubro, o banco central da Noruega reduziu a sua posição de 2,469% para 1,96%, segundo comunicou o banco à CMVM.

A contribuir para os ganhos do PSI-20 estão ainda a Navigator, que ganha 0,95% para 4,364 euros, e as cotadas do sector do retalho, com a Sonae a avançar 1,17% para 1,04 euros e a Jerónimo Martins a valorizar 0,35% para 15,725 euros.

No sector da energia, a EDP Renováveis sobe 0,01% para 7,082 euros, a Galp ganha 0,03% para 15,73 euros e a EDP desliza 0,36% para 3,009 euros.

A maior descida é protagonizada, nesta altura, pela Pharol, que afunda 4,33% para 44,2 cêntimos.

Fora do PSI-20, os títulos do BPI somam 0,10% para 1,051 euros, depois de o banco ter revelado ontem que fechou os primeiros nove meses do ano com lucros de 23 milhões de euros, o que representa uma queda de 87,4% face ao período homólogo, devido aos custos extraordinários com a redução de quadros e o impacto negativo da venda de 2% do Banco de Fomento Angola, num total de quase 300 milhões de euros. 

 
Os resultados saíram acima do esperado, já que os analistas do CaixaBI antecipavam que o banco tivesse registado prejuízos de 28,8 milhões de euros no período entre Janeiro e Setembro.




A sua opinião36
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Parece que a Pharol já não está a subir Há 4 semanas

Que maçada, estava a correr tão bem e parecia que havia mesmo gente capaz de prever o curto prazo em bolsa. Afinal não há, como qualquer invstidor minimamente culto sabe. Mas até uma moeda atirada ao ar acerta 50% das vezes... Já quanto ao longo prazo da Oi, julgo não haver duvidas qual será...

ANDAM A REINAR COM O BCP Há 4 semanas

MAS 2 feira já não brincam porque hoje ás 21h00 a DBRS vai voltar a subir os RATINGS de PORTUGAL e do MILENIUM BCP e também para a semana o BCE vai subir os juros e não mais irão parar de subir

O phirolito está alucinado Há 4 semanas

Acha ele que tudo o que se passa no Mundo é um sinal que vai acontecer um milagre na Oi. Até quando a Pharol cai ele acha que é um sinal que vai subir... Mas agora tem um fã: o tolinho dos 0,18 acha que o phirolito é um génio da bolsa. Estão bem um para o outro... mas cuidado com a Hepatite A...

joaoferreira1 Há 4 semanas

Pharolito acho que não chega acima dos 0,50 no dia 23. Aliás acho que no dia 23 não vai haver negociação do OI.

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub