Bolsa PSI-20 lidera ganhos na Europa com BCP a subir 6%

PSI-20 lidera ganhos na Europa com BCP a subir 6%

A bolsa de Lisboa está a subir 1,5%, liderando os ganhos na Europa, depois de a agência de notação financeira S&P ter retirado Portugal de “lixo”. O BCP alivia das quedas recentes, subindo mais de 6%.
PSI-20 lidera ganhos na Europa com BCP a subir 6%
Reuters
Ana Laranjeiro 18 de setembro de 2017 às 13:23

A bolsa de Lisboa continua em alta, liderando os ganhos na Europa, naquela que é a primeira sessão depois da revisão em alta do "rating" de Portugal, que deixou de ser considerado de "lixo" por parte da Standard & Poors. O facto de Portugal regressar a um "rating" de grau de investimento permite que investidores mais conservadores possam comprar dívida pública portuguesa.

Com a saída de "lixo" foi eliminado um dos grandes constrangimentos que investidores mais conservadores e com um horizonte temporal mais alargado enfrentavam para investir em dívida portuguesa. Há gestores de activos que estão impedidos de alocar mais do que uma pequena porção da carteira de investimento a obrigações classificadas como "lixo" pelas principais agências de "rating".

O PSI-20 avança 1,58% para 5.284,01 pontos, com 16 empresas a negociarem em terreno positivo e duas em queda. Entre as restantes praças europeias, o sinal mais predomina, mas os ganhos são mais moderados. O Stoxx 600, índice de referência, sobe 0,33%.


Destaque em Lisboa para as acções do BCP, que recuperam das quedas recentes, subindo 6,48% para 22,84 cêntimos.

Os CTT valorizam 2,27% para 5,215 euros. A Nos avança 1,48% para 5,352 euros. A Pharol cresce 3,06% para 33,7 cêntimos.

No sector energético, a Galp Energia sobe 1,19% para 14,425 euros, isto numa altura em que os preços do petróleo estão em queda nos mercados internacionais, com o Brent do Mar do Norte – referência para Portugal – a descer 0,59% para 55,29 dólares por barril.

A EDP Renováveis cresce 0,84% para 7,09 euros e a REN aprecia 0,47% para2,803 euros. Já a EDP desce 1,24% para 3,332 euros.

No retalho, a Jerónimo Martins ganha 0,67% para 16,56 euros e a Sonae valoriza 2,45% para 1,004 euros.


No sector da pasta e do papel, a Altri ganha 1,39% para 3,859 euros, isto apesar do BPI ter cortado a avaliação da empresa. Já a Navigator, cuja avaliação foi revista em alta pelo BPI, sobe 0,95% para 3,825 euros. E a Semapa aprecia 0,93% para 15,21 euros.




pub