Bolsa PSI-20 sobe 1% à boleia do BCP e Galp

PSI-20 sobe 1% à boleia do BCP e Galp

A bolsa de Lisboa arrancou, tal como as restantes pares europeias, em alta. BCP e Galp Energia são dos títulos que mais impulsionam a praça nacional.
A carregar o vídeo ...
Ana Laranjeiro 15 de fevereiro de 2018 às 08:17

A bolsa nacional está, pela segunda sessão consecutiva, em alta e em linha com as principais congéneres do Velho Continente. O PSI-20 arrancou o dia a subir 1,02% para os 5.476,14 pontos, com 14 cotadas em alta, duas em queda e duas inalteradas.

As principais praças europeias estão também a negociar em alta, numa altura em que o mercado continua a digerir os resultados anuais das cotadas do Velho Continente.

Os investidores estão também a prestar atenção à notícia que indica que a Nestlé não pretende aumentar a sua participação na empresa de cosméticos L’Oreal, isto depois de, na semana passada, ter sido noticiado que a empresa francesa estava pronta para comprar a participação de 23% da Nestlé.

O dia fica ainda marcado pelos dados do desemprego em França, que caiu para o nível mais baixo desde 2009, bem como, pelos números da produção industrial nos EUA que vão ser conhecido esta tarde, com os economistas a preverem um aumento de 0,2%. São também divulgados os dados dos pedidos de desemprego na semana passada no país, um indicador mais volátil, mas que dá alguns sinais de como está a evoluir o mercado laboral.

Em Lisboa, na bolsa nacional, destaque para as acções do BCP e da Galp Energia.

Os títulos do banco liderado por Nuno Amado sobem 2,69% para 31,3 cêntimos (tendo nos primeiros cinco minutos de negociação chegado a subir 3,97% para 31,69 cêntimos), depois de ontem a instituição ter reportado ao mercado que obteve lucros de 186,4 milhões de euros em 2017.

Na energia, a Galp ganha 1,27% para 14,715 euros, depois de o CaixaBI ter emitido uma nota em que estima que a petrolífera tenha encerrado o ano de 2017 com lucros de 604 milhões de euros, o que representa uma subida de 13,5% face ao resultado líquido de 483 milhões de euros registado em 2016. A empresa apresenta as suas contas na próxima semana.

A EDP abriu inalterada nos 2,749 euros e a EDP Renováveis cresce 0,14% para 7,13 euros. A REN abriu igualmente inalterada mas nos 2,474 euros.

A Jerónimo Martins sobe 0,38% para 17,355 euros. E a Sonae ganha 0,50% para 1,195 euros.

A Pharol cresce 3,21% para 24,1 cêntimos. A Nos valoriza 0,40% para 5 euros.

(Notícia actualizada às 8:20)